Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


23/08/2012 às 17:58 - Segundo Tempo promove integração de jovens especiais em Valença (RJ)  

Em Valença, cidade do interior do Rio de Janeiro, o basquete, o futsal e o atletismo são grandes atrativos do núcleo Avenida, uma das 10 unidades do Programa Segundo Tempo em parceria com a prefeitura local. Durante as atividades, realizadas às segundas, quartas e sextas-feiras, cem crianças e adolescentes, entre eles 12 alunos especiais com deficiência mental ou física, convivem numa rotina harmoniosa e alegre em nome do esporte. A participação desses alunos é fruto de parceria local com o Centro Municipal Integrado de Educação Especial (Cimee).  

Mas no início nem tudo eram flores, e pequenos ajustes de adaptação entre estudantes tiveram que ser intermediados pelos professores. O primeiro contato foi impactante porque os novos alunos, alguns com déficit de atenção, dificuldades de aprendizado e deficiência motora, usavam o uniforme do Cimee no primeiro dia de aula. O diferente chamou a atenção dos demais. Conforme Janaína Machado, coordenadora de núcleo, o fato foi facilmente resolvido. “Presenteamos a todos os calouros com uniforme do programa, e não há mais distinção”, conta.

Quando o assunto é superar conflitos de convivência, a atuação de um jovem, o estudante Kaio Aurélio Silva, 12 anos, tem sido fundamental para o processo de igualdade na turma. A professora Janaína e o monitor Daniel Fuentes, estudante de educação física, responsável pelo acompanhamento da garotada, reconhecem a brilhante atuação dele no processo de integração entre os alunos. Eles contam que nos jogos de queimada, por exemplo, Kaio sempre se coloca à frente da garotada, em defesa dos que têm limitação física. “Na brincadeira, ele pega a bola para impedir que o colega com limitação motora seja queimado e eliminado. E ainda contra-ataca para que seu time vença”, explicam os educadores.

Transformação
O esporte de inclusão age como ferramenta de mudança de comportamento. “É visível a mudança de conduta quando adentram a quadra esportiva. Alguns deles eram, no início, agitados. Hoje estão transformados porque gostam de praticar esporte”, afirma Janaína. Atualmente, o Programa Segundo Tempo, em parceria com a prefeitura de Valença, contempla mil estudantes carentes do ensino médio e fundamental. Os 10 núcleos ficam nas zonas urbana e rural em espaços públicos, quadras esportivas e nas sedes de entidades parceiras. Todas as unidades de atendimento contam com a participação de jovens especiais.

Carla Belizária
Foto: Divulgação
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: