Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


14/02/2012 às 18:08 - Programa Segundo Tempo resgata harmonia entre índios Xavante, no Mato Grosso  

Em Barra do Garças, interior do Mato Grosso, o esporte de inclusão supera conflitos indígenas e se transforma em ferramenta de união e de paz entre os povos Xavante. A experiência inédita tem como cenário a terra indígena São Marcos, onde funcionam quatro núcleos da parceria do Programa Segundo Tempo (PST) com a Secretaria de Educação do município. Na reserva, são beneficiados cerca de 500 alunos das aldeias Namunkurá, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora da Guia e São Marcos.

Foi na aldeia São Marcos que os alunos da escola Dom Filipo Rinaldi conseguiram mudar a situação desfavorável e trazer de volta a alegria e o respeito esquecidos ao longo dos últimos 10 anos. À época, uma eleição derrotou o antigo cacique, que se negou a passar o comando ao vencedor. A comunidade Xavante foi dividida. Parte permaneceu com o nome de aldeia São Marcos e outra foi criada: Guadalupe.

Foram registrados muitos desentendimentos. O maior deles envolvia a questão da espiritualidade, fato inaceitável, especialmente para os índios idosos. Segundo a tradição Xavante, o ritual de iniciação religiosa para crianças deve acontecer a cada 10 anos. Entretanto, a cerimônia foi desrespeitada a ponto de uma aldeia fazer o ritual e a outra realizá-lo um ano depois, sem respeitar o intervalo exigido.

Mudança radical
Hoje a realidade é outra. De acordo com o coordenador de núcleo Cristovão Tsererovdi Tsorotre, 35 anos, as aulas de atletismo, vôlei, futebol de campo e, principalmente, a prática das danças e a volta dos ritmos e dos cânticos tradicionais foram fundamentais para o resgate de identidade cultural do povo. “Hoje os índios mais antigos não reclamam tanto porque sabem que a juventude voltou a praticar a cultura nos rituais e nas confraternizações”, revela.

De acordo com Cristovão, o Segundo Tempo uniu as aldeias São Marcos e Guadalupe: “Primeiro harmonizou a juventude, que, por sua vez, trouxe os adultos, que restabeleceram a amizade entre os irmãos”.

Estudantes de Guadalupe também são beneficiados pelo programa do Ministério do Esporte. O povoado funciona como subnúcleo da aldeia de Nossa Senhora de Fátima. “Elizio Xavante, um dos quatro monitores do PST, mora na aldeia Guadalupe. É um excelente profissional e temos muito orgulho de contar com o seu trabalho”, revela o professor Cristovão.

Parceria municipal
De acordo com a secretária de Educação de Barra do Garças, Silvia Maria de Assis Cavalcante, a retomada das atividades do programa de inclusão social foi uma grande conquista: “Hoje podemos afirmar que valeu a pena todo o esforço dedicado”.

O convênio entre o Programa Segundo Tempo e a Secretaria de Educação contempla 2,8 mil alunos em 28 núcleos instalados em escolas públicas estaduais, municipais, indígenas e nos distritos de Vale do Sono e Indianópolis. Com uma população de 60 mil habitantes, Barra do Garças é uma cidade turística conhecida como “Paraíso das Águas”, onde os rios Garças e Araguaia se encontram e formam praias de água doce.

Carla Belizária
Foto: Divulgação
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: