Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


21/02/2011 às 17:00 - Ouça entrevista da diretora do Segundo Tempo sobre os equívocos do jornal Estado de S. Paulo    

Clique no alto-falante para escutar e baixar a íntegra da entrevista com Gianna Lepre Perim, diretora do programa Segundo Tempo.

Segundo reportagem do jornal, recursos do programa Segundo Tempo estariam beneficiando entidades ligadas a partidos políticos.



LOC/REPÓRTER: O Ministério do Esporte rejeita denúncia publicada pelo jornal O Estado de São Paulo, neste domingo. Manchete sensacionalista diz que a Secretaria Nacional de Esporte Educacional privilegia organizações não-governamentais ligadas ao PC do B, concedendo recursos do Programa Segundo Tempo a entidades fantasmas, sem fiscalizar a aplicação do dinheiro público. O jornal aponta alguns casos que considera irregulares nos contratos, mas a diretora do Programa Segundo Tempo, Gianna Lepre, da Secretaria Nacional de Esporte Educacional, defende as ações do Ministério do Esporte. Ela destaca, por exemplo, que o objetivo do programa é usar instalações já existentes para atender aos jovens carentes, e não necessariamente construir quadras esportivas, como sugere a reportagem.

TEC/SONORA 01 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: Gianna Lepre esclarece que o objetivo do programa Segundo Tempo é mais urgente do que apenas criar estruturas esportivas. Segundo ela, a intenção é democratizar o acesso ao Esporte para crianças que não contam com atividades físicas nem na escola.

TEC/SONORA 02 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: De acordo com a diretora do programa Segundo Tempo, o exemplo de Teresina, no Piauí, citado na reportagem do Estadão, obedece esta lógica de democratização do Esporte.

TEC/SONORA 03 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: Gianna Lepre também destacou que a liberação de parte dos recursos, antes do começo das atividades educacionais, é um procedimento adotado para estruturar as condições mínimas de atendimento aos alunos.

TEC/SONORA 04 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: A diretora do Programa Segundo Tempo explica que este é o caso dos convênios citados na matéria assinados pelo o Ministério do Esporte com entidades do Distrito Federal e de Goiás.

TEC/SONORA 05 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: Segundo a diretora do Programa Segundo Tempo, existe um prazo para que cada entidade cumpra às exigências do ministério, e, quando isso não é feito, os recursos devem ser devolvidos.

TEC/SONORA 06 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo


LOC/REPÓRTER: Sobre outra entidade que reportagem do Estadão acusa armazenar lanches com prazo de validade vencido, Gianna Lepre afirma que sequer houve repasse de dinheiro para a instituição.

TEC/SONORA 07 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: A diretora do Segundo Tempo acrescenta que a compra e controle da merenda é atribuição exclusiva da entidade conveniada.

TEC/SONORA 08 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: Gianna Lepre lembra que todos os contratos do Segundo Tempo são inseridos no Sistema de Gestão de Convênios, do Ministério do Planejamento, e a movimentação dos recursos disponibilizados segue rigorosamente as determinações do sistema.

TEC/SONORA 09 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: Gianna Lepre observa, também, que a fiscalização dos convênios segue alguns procedimentos.

TEC/SONORA 10 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: A diretora do Programa Segundo Tempo explica que o Ministério divide esse trabalhoi de fiscalização com uma rede de colaboradores espalhada por todo o País.

TEC/SONORA 11 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: A diretora do Segundo Tempo explica, ainda, que os critérios de avaliação das entidades não levam em consideração questões ideológicas ou partidárias.

TEC/SONORA 12 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: De acordo com Gianna Lepre, não existe uma preferência por firmar convênios com organizações não-governamentais, contudo, as ONGs suprem uma carência deixada por estados e munícipios em débito com a União.

TEC/SONORA 13 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo


LOC/REPÓRTER: A diretora do Segundo Tempo, Gianna Lepre, reitera que os convênios assinados pelo programa é feita com a mais absoluta transparência e recomenda, inclusive, que a sociedade ajude na fiscalização dos contratos.

TEC/SONORA 14 - Gianna Lepre – diretora do programa Segundo Tempo

LOC/REPÓRTER: Gianna Lepre conclui, lembrando que em oito anos de existência, o Programa Segundo Tempo já contribuiu para melhorar a saúde e o desempenho escolar de aproximadamente oito milhões de crianças e adolescentes de regiões carentes do Brasil. Muitos desses jovens, acrescenta ela, chegaram ao pódio em várias competições nacionais e internacionais, como a seleção brasileira de canoagem e as equipes de jiu-jitsu, caratê e atletismo.

Ascom - Ministério do Esporte


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: