Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


21/12/2009 às 10:10 - Lançado o livro Programa Segundo Tempo no Agreste Pernambucano  

A ludicidade e a interdisciplinaridade na construção do exercício da cidadania são questões abordadas pelo livro “Programa Segundo Tempo no Agreste Pernambucano”. Lançado na última terça-feira (15), pela Associação Caruarense de Ensino Superior (Asces), em Caruaru (PE), a publicação tem 16 professores-autores, entre eles, Ana Rita Lorenzini, Ana Maria de Barros e Ana Feliz dos Santos. Nela são relatadas experiências vivenciadas por 25 acadêmicos, ao longo dos três anos de programa – 2005 a 2007 - desenvolvido pela associação junto a quase 8 mil estudantes carentes.

A obra articula a extensão universitária numa forma diferenciada de fazer o ensino e a pesquisa no âmbito do Esporte Educacional. O conteúdo aborda o panorama de inclusão social do Ministério do Esporte na região do Agreste pernambucana e destaca experiências na áreas de Educação Física, do Direito e da Saúde.

A publicação conta com 319 páginas e foi prefaciada por Júlio Filgueira, ex-secretário nacional de Esporte Educacional. A tiragem de 2 mil exemplares será distribuída a todos os convênios do Segundo Tempo no país e em instituições universitárias relacionadas com a causa da inclusão por meio do esporte. Representando o Ministério do Esporte, participou do lançamento a coordenadora de Capacitação e Acompanhamento Pedagógico e Administrativo do Segundo Tempo, Cláudia Bernardo.

A obra é lançada no ano em a Asces completa 50 anos de fundação. A instituição de ensino superior, parceira do Ministério do Esporte, oferece 11 cursos. Destes, atuam no Segundo Tempo estudantes e acadêmicos dos cursos de Educação Física, Direito, Enfermagem, Biomedicina e Fisioterapia. Os professores da área de Pedagogia são da Universidade Federal de Pernambuco e da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (Facica), ambas no município caruarense.

No livro, todas as áreas de conhecimento trazem relatos ao final de cada capítulo. Uma delas acontece na área da educação. A acadêmica Cíntia Patricia Sobral da Silva, da Facica, diz: “pude perceber nas atividades de reforço escolar o quanto aquilo que já aprendi na faculdade é importante e ajuda muito. Mas também sei que muito tenho aprendido com as crianças do núcleo”.

Noutro relato, em que se refere às praticas esportivas como ginástica, jogos, luta, dança, atletismo, vôlei, handebol, basquete e futsal, entre outros, o acadêmico de Educação Física, Eduardo Martins Albuquerque foi enfático. Ele revela que, ao trabalhar com Esporte Educacional, os alunos estavam aprendendo a se relacionar melhor com seus professores, colegas e familiares. “Melhorando seu estilo de vida, compartilhando momentos de aprendizagem, respeito e companheirismo, eles estão se tornando crianças mais conscientes e educadas”.

Eduardo, que exerce a função de estagiário no Segundo Tempo, ressalta que o programa tem sido um importante veículo de inclusão. “Pois potencializa a introdução social dos alunos da rede pública no convívio com diferentes comunidades escolares”.

Dinâmica
A parceria entre as faculdades de Caruaru tem o diferencial de trabalhar com a interinstitucionalidade, a interdisciplinaridade e a ludicidade do Programa Segundo Geral. “O livro também retrata experiência sobre festivais e processo de licitação por meio de pregão eletrônico. Aponta ainda, resultados de trabalhos de conclusão de curso na especialização em Esporte Escolar, realizadas pela Universidade de Brasília (UnB) e da Faculdade do Agreste de Pernambuco (Faape)”, informa a coordenadora-geral do Segundo Tempo/Asces, Ana Rita Lorenzini.

Carla Belizária
Ascom – Ministério do Esporte


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: