Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


30/08/2007 às 17:53 - Programa Segundo Tempo planeja inovar atendimento com o Projeto de Férias  

Para garantir ainda mais a presença das crianças dentro dos seus núcleos no período de férias de fim de ano, o Programa Segundo Tempo pretende inovar seu atendimento. Uma oficina realizada nesta quinta-feira (30), no Hotel Saint Paul, em Brasília (DF), debate a criação do Laboratório de Férias do Segundo Tempo, através do qual serão ofertadas atividades nos núcleos com o objetivo de motivar as crianças e jovens para que continuem no projeto mesmo no período do recesso escolar.

De acordo com o secretário de Esporte Educacional do Ministério do Esporte, Júlio Filgueira, a expectativa é que a partir de janeiro de 2008 o projeto comece a funcionar envolvendo cerca de 20% do total de 800 mil crianças atendidas no Brasil. “Inicialmente, cerca de 100 mil a 160 mil estudantes vivenciarão atividades esportivas, de lazer, culturais e turísticas também no período das férias”, antecipa o secretário, ao reforçar que a meta é contemplar também os familiares dos jovens atendidos pelo Segundo Tempo.

A ação contará com vários parceiros, entre eles a secretaria de Esporte e Lazer da Cidade do Ministério do Esporte, cujo programa de mesmo nome contempla a comunidade em geral, oferecendo atividades para pessoas de todas as faixas etárias e para pessoas com deficiência.

O projeto Laboratório de Férias do Segundo Tempo admite outras oportunidades como viagens e visitas a parques, clubes sociais, pontos turísticos, museus, entre outros. Para garantir a referência cultural aos estudantes serão assegurados também espetáculos teatrais, oficinas de brinquedos, de leitura, de máscaras, além de oficinas de reciclagem de sucata, plásticos, papel e papelão.

Passada essa experiência com este volume de crianças, o Ministério do Esporte pretende, a partir de janeiro de 2009, vai investir na primeira edição do Projeto Férias do Segundo Tempo com a participação de 100% das crianças beneficiadas. ”Isso vai propiciar uma ação altamente inovadora e vai atrair parceiros sistemáticos”, informou Julio Filgueira.

“Estamos otimistas com relação às parcerias. Entre os possíveis potenciais podemos destacar o Ministério do Turismo, a Confederação Brasileira de Clubes (CBC), o Sesi, o Sesc e o Exército Brasileiro que já se dispôs a ceder seus espaços para os acampamentos dentro dos quartéis”, antecipou Filgueira, ao detalhar algumas das ações.



Carla Belizária
Ascom - Ministério do Esporte


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: