Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


23/08/2006 às 17:47 - Jovem do Segundo Tempo conquista terceiro lugar em Mundial de Jiu-Jitsu  

No Programa Segundo Tempo, o espírito olímpico que motiva o atleta vencedor também norteia o aluno promissor. Morador do Assentamento do Varjão, periferia de Brasília (DF), Gustavo Gomes, 16 anos, encontra no esporte a esperança de melhorar a vida. Apesar de treinar há pouco mais de um ano, Gustavo conseguiu a façanha de subir ao pódio e conquistar o terceiro lugar na Copa do Mundo de Jiu-Jitsu Olímpico, realizada em julho, em Niterói, Rio de Janeiro.

O evento reuniu cerca de 500 atletas de mais de 20 países. Gustavo Gomes até então só havia disputado uma única competição, a Copa Ceilândia 2005, onde foi vice-campeão. Apesar do pouco tempo como atleta do jiu-jitsu, ele acredita que para um atleta ter um bom desempenho é necessário ser disciplinado e determinado. "Essas qualidades eu aprendi com o instrutor do Programa Segundo Tempo e campeão mundial de jiu-jitsu, Leonardo Torres de Lima, o soldado Torres", orgulha-se o jovem.

O esporte também ajudou Gustavo a melhorar o rendimento na escola. Antes, as notas em algumas disciplinas não superavam a casa de 2,5. Agora, graças ao acompanhamento pedagógico do programa, a média do estudante subiu para 6,5 e sete, respectivamente. "Quando a gente tem muita energia e não tem como gastar acaba fazendo coisa errada", justifica o estudante ao ressaltar que encontrou no tatami, da sala de ginástica dos Grupamento dos Fuzileiros Navais, seu lugar sagrado.

Os treinos têm três horas de duração e sempre acontecem às segundas, quartas e sextas-feiras. Num local muito especial, em frente a orla do Lago Paranoá, o jovem alimenta o sonho de uma vida melhor. Nesse clima de integração com a natureza e de reflexão Gustavo Gomes planeja dar vida digna aos pais. "Além de atleta campeão do jiu-jitsu vou seguir carreira de advogado", planeja.

Para o instrutor do programa no núcleo, Soldado Torres, o estudante da 8ª série do Centro Educacional do Lago Norte (Cedlan) tem um desempenho excelente e possui todos os quesitos necessários para ser um campeão. "Não basta instruí-lo, é preciso que ele busque a participação em campeonatos", ensina, ao revelar que Gustavo, agora, é também inspiração para os demais estudantes do programa.

Segundo Tempo x Forças no Esporte
Para o capitão Azulai, coordenador prático do núcleo nos Fuzileiros Navais, o programa é um celeiro de atletas e uma excelente oportunidade para identificar talentos. "Os alunos despontam para o esporte porque têm no Segundo Tempo a chance se formarem cidadãos para a vida. Longe do perigo das ruas, os núcleos investem na oportunidade de um futuro melhor, oferecendo a prática esportiva, o reforço escolar e alimentar e assistência médica e odontológica", destaca.

O núcleo dos Fuzileiros Navais é uma parceria entre o Ministério do Esporte e o Ministério da Defesa e recebe o nome Segundo Tempo - Forças no Esporte. Em todo Brasil, o Segundo Tempo atende, nos quartéis do Exército, da Marinha e da Aeronáutica em todas as regiões do país cerca de 5 mil crianças e adolescentes carentes em áreas de risco social. O núcleo dos Fuzileiros Navais contempla 210 jovens do Assentamento do Varjão e da Vila Planalto(DF).

Leia mais:
Convênio entre MDS e Ministério da Defesa beneficia 5 mil crianças do Segundo Tempo


Carla Belizária
Ascom - Ministério do Esporte


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: