Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


08/03/2006 às 15:01 - Segundo Tempo volta de férias e ganha festa no Grupamento dos Fuzileiros Navais  

Uma festa esportiva com direito a iatismo, escalada e rappel, corrida de orientação, atletismo, futebol, basquete, vôlei, natação e defesa pessoal esquentou a manhã desta quarta-feira (08/03), para cerca de 210 crianças carentes, no Grupamento dos Fuzileiros Navais de Brasília. A atividade marcou o reinício das atividades do Programa Segundo Tempo em parceria com o Ministério da Defesa e contou com a presença do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz.

Os jovens beneficiados pelo programa de inclusão social do Ministério do Esporte são moradores do Assentamento do Varjão e da Vila Planalto. No período oposto ao que estudam, eles recebem, gratuitamente, além da prática esportiva, o reforço escolar, alimentação, assistência médico-odontológica, atividades culturais e orientação moral e cívica.

“Vocês estão sendo preparados para a vida porque têm no Programa Segundo Tempo a oportunidade de um futuro melhor com esporte, reforço escolar e alimentar. Graças à pareceria com as Forças Armadas podemos ainda dar-lhes a oportunidade de seguir carreira militar. Boa sorte e se dediquem bastante nos estudos”, aconselhou aos contemplados o ministro Agnelo Queiroz.

Ao som da música Tema da Vitória, tocada pela Banda dos Fuzileirosnavais, o núcleo Forças no Esporte homenageou estudantes contemplados pelo Segundo Tempo que se destacaram em diversas modalidades. No iatismo, o destaque foi para a aluna Gabriela dos Santos. Na defesa pessoal, os estudantes Gustavo Gomes, Walixom Gideon, Matheus Texeira e Paloma Ingrid da Silva. Na corrida de orientação, João Marcos de Brito e Tiago Amorim tiveram talentos reconhecidos. Na natação, Robson Pereira, Valéria Rodrigues e José Colariano também receberam homenagem assim como a atleta Ludimila Amorim, pelo seu desempenho esportivo no futebol de campo.

De acordo com o capitão-de-mar-e-guerra Raimundo Lopes Camargos Filho, essa premiação será um ato simbólico de grande importância para os futuros atletas do país. “O programa Segundo Tempo, além de dar a oportunidade às crianças de serem futuros cidadãos para vida, também incentiva jovens com talento para o esporte”, comenta o comandante dos Fuzileiros Navais.

Para o comandante do 7º Distrito Naval, Almirante Testone, o trabalho de parceria desenvolvido pelo Segundo Tempo merece todo o reconhecimento da sociedade. “A Marinha se sente orgulhosa por colaborar com esse trabalho tão humanitário. Além das 210 crianças nos Fuzileiros, também atendemos a mais 170 estudantes no centro de instrução em Santa Maria, DF”, ressaltou Testone.

Atualmente a parceria entre o Ministério do Esporte e o Ministério da Defesa contempla 2.130 crianças de todas as regiões do Brasil. Os estudantes são atendidos em 17 unidades das Forças Armadas, ou seja, em quartéis da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. “Nossa expectativa é que esse número de contemplados seja ampliado ainda mais. O Segundo Tempo é maravilhoso porque dá às crianças a oportunidade de um futuro melhor e as Forças Armadas têm condições de atender milhares de crianças em todos os quartéis do país”, ressalta o comandante Barros, do Ministério da Defesa.

Além do iatismo, o Grupamento dos Fuzileiros Navais oferece esportes de elite- como o iatismo - para as crianças do Segundo Tempo. No início deste ano, como recursos do Ministério do Esporte, também construiu nessa unidade da Marinha a segunda maior torre de escalada e rappel do Brasil, oferecendo esportes de aventura.

A iniciativa já rendeu resultados como atividades agendadas pelos praticantes da modalidade. Nos dias 27 e 28 de maio, por exemplo, acontecerá no local o Circuito Brasiliense de Escalada Esportiva. E, em setembro, está confirmado o segundo Campeonato Centro-Oeste da modalidade.

No Brasil, o Ministério do Esporte atende mais de um milhão de estudantes carentes, em 1.200 núcleos distribuídos em 800 municípios. Em Brasília e no entorno do Distrito Federal são contemplados 121 mil crianças e adolescentes.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: