Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


06/03/2006 às 14:01 - Delegacias de Polícia transformam-se em núcleos do Segundo Tempo  

Quando o assunto é reforçar ainda mais a ampla rede de proteção às crianças carentes, o bom desempenho das parcerias do Programa Segundo Tempo é determinante na hora de ampliar o convênio. Foi o que aconteceu com o Recanto das Emas que, por meio da Ong Obras de Promoção e Assistência à Infância e à Juventude (Opai), deu o exemplo. Iniciativas como a busca pela doação de 20 computadores para inclusão digital fizeram os estudantes beneficiados melhorarem o convívio familiar e social e ainda tirarem excelentes notas na escola.

Exemplos de desenvolvimento humano, frutos dessa operacionalização, fizeram com que a Opai fosse um exemplo de sucesso. Por isso, a Ong foi presenteada. A Ong sem fins lucrativos, que em 2003 começou a desenvolver as atividades do Segundo Tempo com 200 crianças e adolescentes, ganhou a ampliação de convênio para beneficiar 2 mil jovens. As novidades dessa renovação foram anunciadas pelo ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, que visitou o núcleo de atendimento, na sede da instituição, hoje (6) pela manhã.

O ministro Agnelo destacou a importância da participação efetiva de pais de alunos, moradores e da classe empresarial para solidificar ainda mais o trabalho social. “A Opai é um exemplo do quanto é possível fazer o bem quando existe boa vontade da sociedade em proteger crianças do perigo das ruas”, elogiou o ministro.

Em seguida, o ministro visitou as instalações da Opai, onde foi convidado pelo aluno Richardson Golbert, 10 anos, a jogar uma partida de xadrez. O aluno da quinta série aprendeu a jogar há três meses e admitiu que o ministro joga muito bem. “Ele ganhou de mim em pouco menos de dois minutos, mas esse tempo foi suficiente para ele me ensinar que todas as peças (peão, bispo, torre cavalo e dama) servem para proteger o rei”, revelou o enxadrista mirim, ao destacar que ele só tira nota dez nas matérias da escola.

Essa parceria renovada trouxe um grande diferencial para crianças carentes em área de risco social do Distrito Federal. Os novos contemplados serão atendidos em quatro Delegacias de Polícia que atendem Recanto das Emas, Santa Maria, Samambaia e Riacho Fundo. Nessas unidades eles passam a receber gratuitamente do Ministério do Esporte prática esportiva, reforço escolar e alimentar. As modalidades oferecidas são capoeira, futebol, handebol, vôlei e xadrez. Na Delegacia do Riacho Fundo, por exemplo, os alunos poderão ainda praticar esportes de elite, como o tênis.

Para Ivanilson de Melo, delegado titular da 27ª DP, o Segundo Tempo chega em boa hora. “Investir nas crianças é um gesto de amor, de solidariedade, de humanidade. Não vejo outra saída para combater a criminalidade senão oferecer à nossa juventude uma oportunidade de um futuro melhor, com esporte e muita educação”, destacou o responsável pela delegacia do Recanto das Emas, parceira local do Segundo Tempo.

Para Antônio Sérgio Cunha, presidente da Opai, as parcerias locais com as quatro delegacias servirão também para mostrar à população uma outra imagem da Polícia Civil – a ação deles não é somente a de combater o crime, mas também de educar. “Uma imensidão de crianças aguardavam ansiosas na lista de espera. São jovens que corriam o risco de ficar nas ruas convivendo com o perigo da violência, das drogas e alcoolismo e que graças ao Segundo Tempo terão um futuro melhor”, agradeceu Cunha, informando que somente no Recanto das Emas um total de 800 crianças serão contempladas.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: