Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


31/01/2006 às 14:01 - Gestores do Segundo Tempo no DF e entorno reúnem-se para debater programa  

O dia foi de muita interação e troca de experiências. Cerca de 60 gestores do Programa Segundo Tempo no Distrito Federal e no Entorno estiveram reunidos ontem (30/01) desde a manhã, no auditório do Ministério do Esporte, para debater o programa de inclusão social que atende atualmente nessa região mais de 121 mil crianças e adolescentes carentes. Durante o evento, os participantes puderam esclarecer dúvidas sobre procedimentos de implantação de núcleos e de estruturação de processos locais.

O encontro foi aberto pelo ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, que abordou a importância de se promover ainda mais o aprimoramento da gestão e, principalmente, da capacitação dos recursos humanos. "Com essa capacitação profissional em esporte escolar, oferecida pelo Ministério do Esporte em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), coordenadores (professores de Educação Física e Pedagogia) e monitores (estudantes universitários) estão habilitados a atender as crianças com muito mais qualidade", assegurou o ministro.

De acordo com a coordenadora de Capacitação e Eventos, Lene Santiago, participaram do curso de extensão ano passado, 2.708 profissionais dentre os quais 1.350 foram aprovados e o restante encontra-se em fase de recuperação. Já o curso de especialização contou com três ofertas e 540 inscritos. "Nossa expectativa é que no primeiro semestre de 2006 sejam abertas mais duas novas turmas para o curso de extensão", previu a educadora.

O evento contou ainda com a participação de Luciana Cecco, representando o secretário Nacional de Esporte Educacional, Rafael Aguiar. Em sua palestra, ela fez uma abordagem geral sobre a metodologia do Programa Segundo Tempo e deu explicações precisas sobre a melhor forma de trabalho para promover a implantação e a estrutura de núcleos.

O encontro presencial abordou ainda temas como a implantação de núcleos, como fazer a melhor escolha de estudantes carentes, a adoção de estratégias de funcionamento, o estabelecimento de alianças e parcerias, além da descentralização operacional e o estabelecimento de liberdade de escolhas de alianças que reforcem a qualidade e a segurança do programa. Também ficou pré-agendado a data do primeiro seminário de 2006 com a participação de gestores, coordenadores de núcleo e monitores. A atividade será dias 20, 21 e 22 de fevereiro com local a definir.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: