Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


11/11/2005 às 10:25 - Estudantes pintam o Segundo Tempo em quadra esportiva para receber presente do Ministério do Esporte  

Natal antecipado para cerca de 38 mil estudantes brasilienses. As 37 escolas públicas da zona urbana e rural de Sobradinho serão presenteadas às 16h de hoje (11/11) pelo Ministério do Esporte com a doação de 62 mesas de tênis de mesa. A entrega do equipamento, com raquetes e bolas para prática do esporte mais conhecido como ping-pong, será feita pelo ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, no Centro Educacional 02 da cidade satélite.

A distribuição das mesas acontece durante a cerimônia de lançamento do Programa Segundo Tempo para mais 2,7 mil alunos carentes da região. A mais nova unidade de atendimento do programa passa a funcionar no próprio CED-02 e traz a parceria do Projeto João Dias Missão Saúde, da Federação Brasiliense de Kung Fu.

A comunidade estudantil prepara uma grande festa para a chegada do Segundo Tempo. A primeira ação foi dar cara nova à quadra poliesportiva da escola. O local ganhou pintura de cores vibrantes e foi transformada em uma logomarca gigante do programa. Foram reproduzidos os desenhos do lápis e da bola, reforçando que o esporte e a educação estão no mesmo time. Além de demonstrações esportivas de kung fu, estão programadas apresentações de hip hop e de swing baiano pelos estudantes.

As mesas de tênis de mesa que o ministro Agnelo distribuirá às escolas de Sobradinho foram produzidas por detentos da Colônia Penal Agrícola da cidade de Piraquara, no Paraná. Os presos participam do Programa Pintando a Liberdade, outra ação do Ministério do Esporte. Ao trabalharem nas fábricas de produção de material esportivo, onde fabricam bolas, sacolas, uniformes, redes e bandeiras. Além de adquirir uma profissão, os internos recebem por produção e ainda têm, a cada três dias trabalhados, um dia reduzido da pena.

No Brasil o Ministério do Esporte mantém cerca de 70 unidades de produção do Pintando a Liberdade em mais de 30 penitenciarias de todo Brasil. São 13 mil presos produzindo quase 1,2 milhão de itens esportivos que são doados a escolas e ao programa Segundo Tempo, que contempla, atualmente, um milhão de crianças carentes em todo o país.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: