Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


26/10/2005 às 16:23 - Ano letivo é encerrado com esporte e espetáculo circense  

Dez meses se passaram e o Programa Segundo Tempo e a ONG Ação Social do Planalto (ASP) fecham com chave de ouro o convênio que beneficia 10 mil crianças carentes do Distrito Federal. Prestigiada pelo ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, a solenidade de encerramento do convênio foi realizada hoje (26/10), no Ginásio do antigo Defer. A festa contou com demonstrações de kung-fu, apresentações de dança de rua e break, além de espetáculos de circo com a participação dos jovens contemplados.

Agnelo Queiroz relatou a importância que o esporte e o reforço escolar exercem na formação da criança. O ministro mostrou às centenas de jovens que lotaravam a arquibancada que o Segundo Tempo, além de contribuir para o crescimento das notas da criança, melhora o convívio no ambiente escolar. “A quadra é uma verdadeira sala de aula”, afirmou o ministro.

Ao questionar os estudantes sobre quem já estaria aprovado no ano letivo, Agnelo teve resposta imediata. A maioria levantou as mãos: “Ainda estamos no terceiro bimestre e já passamos de ano”, contaram os alunos contentes com a situação. Essa é a prova de que o reforço escolar contribuiu para esse resultado”, assegurou, o ministro, orgulhoso.

A plátéia muito animada vibrava a cada apresentação. Na primeira, os beneficiados do núcleo Divino Espírito Santo, da cidade do Gama - que conta com atendimento a crianças especiais - mostraram a elasticidade e o equilíbrio da capoeira. Em seguida, cerca de 50 integrantes do núcleo da Escola Classe -13, de Ceilândia, difundiram o kung-fu, arte milenar chinesa que exige grandes esforços de disciplina para o equilíbrio físico e mental.

Animada por músicas chinesas reproduzindo cenários de filmes de defesa pessoal, a apresentação do kung-fu foi comandada por cinco mestres vestidos como verdadeiros samurais. Usavam roupas de seda com cores individuais e penteados diferentes. Enquanto os professores do Segundo Tempo faziam peripécias no ar, dando verdadeiros saltos mortais e golpes com lanças e espadas. Enquanto isso, a turma com os alunos do programa mostrou, ao fundo, como acontecem os treinos durante as aulas da defesa pessoal.

Também prestigiado pelo secretário de Esporte e Lazer do DF, Weber Magalhães, pelo vice-presidente da ASP, José Antônio Caparelli, o evento contou com as presenças de Rafael Barbosa, secretário Nacional de Esporte Escolar, e Júlio César Soares, diretor de Esporte Escolar e Identidade Cultural do Ministério do Esporte.

Palhaços finalizam evento - Após as apresentações esportivas, foi a vez do grupo Geração Dança de Rua animar a platéia com o street dance e do break. Os dançarinos são do núcleo Centro Assistencial Coração de Jesus (ACA), de Samambaia. Os jovens também mostraram que têm talento para a arte circense, uma atividade extracurricular do Segundo Tempo desenvolvida pela instituição religiosa da igreja católica.

O estudante Kennedy Kell, 14 anos, é o palhaço Paçoquinha. Ele encerrou o evento com seus companheiros Welderson Lima - o palhaço Bibi -, 13 anos, Gean Gomes, também de 13 anos, o Pilmpolho, e a mascote da turma Joana da Costa, 7 anos, a Pipoquinha. Vestidos a caráter, com roupas, maquiagem e perucas coloridas eles fizeram muitas peripécias: andaram com pernas de pau, pularam cordas e fizeram malabarismos com garrafas e bolas.

Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: