Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


24/10/2005 às 13:00 - Kung-fu e hip-hop anunciam o Segundo Tempo para 1,5 mil alunos nas escolas de Sobradinho (DF)  

Queima de fogos de artifício e a rapazeada do Programa Segundo Tempo mostrando a força do hip-hop nacional e a habilidade motora do kung-fu numa quadra esportiva com 1,5 mil alunos, pais e moradores locais. Esse foi o cenário da festa de lançamento do programa que aconteceu hoje (24/10), na Escola Classe 05, na cidade de Sobradinho, com uma parceria formada entre o Ministério do Esporte e a Federação Brasiliense de Kung-Fu (Febrak).

Na Escola Classe de Sobradinho a quadra de esporte foi pintada com a logomarca do Segundo Tempo e colorida com centenas de balões. Foi servido um delicioso café aos presentes e a garotada pôde brincar em diversos brinquedos infláveis montados no pátio da escola. A alegria era contagiante. Durante as demonstrações esportivas de capoeira, futebol e vôlei, escaladas e rappel, aplausos, sorrisos e torcida não faltaram.

As atividades não pararam por ai. Apresentações de hip-hop, hap e grafite completaram a festa. Pais eufóricos, como a ex-artista de circo e bailarina, Marinez Silva Oliveira, comemoravam aos gritos a cada apresentação do enteado, o estudante Leandro Oliveira dos Santos, 10 anos. Ao se apresentar com o Grupo Atitude Positiva, ele foi a grande revelação apresentando o talento nato para a música e a dança durante o show. “Eô! Êo! O Segundo Tempo põe os moleques doidos longe das drogas e do álcool”, cantava Leandro.

A história dos integrantes desse núcleo emociona. Juntamente com o pai, o eletricista Jaime dos Santos, Leandro e mais quatro irmãos, foram abandonados pela mãe. Marinez, atual mulher de Jaime, assumiu a maternidade das cinco crianças. A bailarina conta que o convívio familiar era complicado e que Leandro e os irmãos eram muito rebeldes, desobedientes e, além disso, brigavam bastante. “Em menos de um mês de Programa Segundo Tempo, com os ensinamentos do kung-fu Leandro está visivelmente disciplinado, respeitador e feliz. Ele encontrou no programa a chance deixar aflorar sua veia artística”, revela Marinez.

Ao prestigiar o evento, o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, anunciou a doação de mesas de ping-pong, raquetes e bolas para que os alunos da Escola Classe tenham mais opção de esporte e lazer. “O Segundo Tempo é um espaço de união entre o colégio, o governo federal, os educadores e a comunidade, porque incorpora novos valores que elevam a auto-estima e melhoram a vida das crianças beneficiadas”, assegurou Agnelo.

Em seguida, Agnelo Queiroz inaugurou outro núcleo do Programa Segundo Tempo/Febrak na Escola Classe 10, também em Sobradinho. Desta vez, a solenidade aconteceu no pátio da escola onde o ministro foi recebido por cerca de 500 estudantes do ensino fundamental, profissionais da educação, além de pais de alunos.

“Muitos talentos já passaram por nossas mãos, mas as oportunidades foram poucas. Agora, com a chegada do Programa Segundo Tempo, esperamos que nossos alunos sejam futuros atletas e cidadãos de bem com um futuro brilhante”, revelou a diretora Cristiane Maria de Morais Cavalcante. Dentre esses talentos, destacam-se João Dias, estudante da EC-10, no ano de 1978. O atleta - atual preidente da Febrak- é tetracapeão mundial de artes marciais e um referencial do esporte em Brasília.

A parceria com a Febrak leva o nome de Segundo Tempo/Projeto João Dias-Missão Saúde e contempla 10 mil crianças de Sobradinho I, Sobradinho II e zona rual. As unidades funcionam em nove escolas, duas sedes da Febrak. Nos próximos 10 dias será inaugurado mais um núcleo no Centro de Excelência Desportiva Marcial do Brasil. Convênios locais são mantidos como os clubes Sodeso e Bancrevea para atender estudantes de escolas sem infra-estrutura esportiva.

Em todo o Brasil o Programa Segundo Tempo contempla 1 milhão de crianças carentes, em quatro mil núcleos distribuidos em 2,4 mil municípios. No Distrito Federal e entorno são 55 mil jovens beneficiados com a prática esportiva e reforço escolar e alimentar, além de uniforme e material esportivo.

Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: