Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


22/08/2005 às 14:01 - Segundo Tempo beneficia 800 crianças carentes no Clube Sodeso, em Sobradinho (DF)  

Distante 30 quilômetros de Brasília, a cidade de Sobradinho, no Distrito Federal, fez festa para a chegada do Programa Segundo Tempo para 800 crianças carentes. A atividade realizada na manhã de hoje (22/8), na Sociedade Desportiva Sobradinhense (Sodeso), contou com a presença do ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, dos presidentes dos Clube da Saúde e Sodeso, Helvécio Ferreira e Edilson da Silva, professores de Educação Física e monitores da unidade.

O ponto alto do evento ocorreu quando Agnelo Queiroz presenteou simbolicamente os alunos João Vitor Viana, 7 anos e Jéssica de Souza, 14 anos, com pares de tênis e meias gravadas com a logomarca do programa. A ação, prestigiada em sua maioria pelos alunos beneficiados há pouco mais de um mês nessa unidade de atendimento, arrancou sorrisos e aplausos das crianças, que estavam eufóricas.

“Nunca recebi um tênis tão novinho, tão cheiroso assim”, revelou João Vitor, o popular “Pelezinho”. Filho de mãe dona-de-casa e de pai balconista de padaria, Pelezinho assegurou que agora só irá usar a chuteira durante as aulas de futebol, na quadra, longe da areia. “Tenho que dar o exemplo. Já sou o melhor zagueiro do núcleo e vou ser um dia tão famoso quanto o rei Pelé”, revelou, determinado.

O núcleo do Programa Segundo Tempo no Clube Sodeso faz parte de uma parceria com o Sindicato de Clubes Sociais do DF (SinLazer) que contempla em Brasília cerca de 7 mil estudantes carentes em área de risco social, cedendo a infra-estrutura esportiva. No período oposto ao que estudam, crianças e adolescentes contemplados têm assegurado pelo Ministério do Esporte reforço escolar e alimentar, prática esportiva, além dos equipamentos e uniformes para as crianças.

Agnelo Queiroz classificou como exemplar a iniciativa do Clube da Saúde entregar tênis com a marca do Segundo Tempo aos estudantes contemplados. “Ações como estas demonstram o compromosso social, que não se restringe apenas em atuar dentro dos núcleos assegurando um futuro melhor às crianças. Inclui também a mostrar o Segundo Tempo como uma ação que dá orgulho a todos nós, colocando uma criança longe das ruas e no caminho do bem”, disse o ministro.

No Brasil são atendidas 1 milhão de crianças pelo Programa Segundo Tempo, em quatro mil núcleos distribuidos em 800 municípios. No Distrito Federal, são 55 mil crianças e adolescentes atendidos no Plano Piloto e entorno.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: