Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


29/07/2005 às 17:25 - Segundo Tempo e incentivos do Conanda movimentam o esporte na Bahia  

A política esportiva teve uma agenda cheia nesta sexta-feira. O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, em parceria com a Prefeitura Municipal de Camaçari (BA), lançou hoje (29/07) o Programa Segundo Tempo no município. Mais de 4.400 crianças serão atendidas em 22 núcleos – 12 em sedes distribuídas pela orla e 10 em praça pública. Pelo Segundo Tempo, as crianças poderão praticar esportes tanto nas quadras quanto em orlas marítimas, já que a cidade possui uma área litorânea de 45 km. Além dos estudantes da sede do município, as crianças da zona rural, da comunidade do Parafuso e de outros povoados, como o de Juá, serão atendidos.

O Segundo Tempo é o programa de inclusão social do governo federal por meio do esporte. Nele, crianças e adolescentes matriculados no ensino básico ou médio em escolas públicas têm acesso à prática esportiva no turno oposto ao que estudam: quem estuda pela manhã tem toda a tarde dedicada a esportes, com a supervisão de professores e estagiários de Educação Física. Em atividade desde 2003, o Segundo Tempo tem hoje mais de 1 milhão de crianças participantes do programa, cerca de 62 mil apenas na Bahia.

Logo após o lançamento do Segundo Tempo, o ministro Agnelo participou de uma reunião com empresários do município, sobre os Projetos Esportivos Sociais do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda). Foram convidados para o evento representantes de empresas petroquímicas de Camaçari – em sua maioria multinacionais -, pequenos empresários locais e atletas do município de destaque nacional, como os três caratecas que foram às finais do campeonato brasileiro da modalidade.

O governo federal, por meio do Conanda, incentiva a responsabilidade social de empresários e pessoas físicas interessadas em investir no esporte permitindo o desconto do imposto devido para a pessoa jurídica, até o limite de 1%, e de 6% no caso da pessoa física - exceto as optantes da declaração simples do IR. "Ao optarem pela parceria, as empresas direcionam suas doações aos Projetos Esportivos Sociais de sua preferência, por meio do Fundo Nacional para a Criança e o Adolescente (FNCA)", explicou Agnelo Queiroz.

À tarde, o ministro Agnelo assinou uma parceria com o CEFET/SSA (Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia) para reforma do ginásio de esportes do CEFET em Salvador. O Ministério do Esporte disponibilizará recurso orçamentário-financeiro para que o Cefet dê início ao processo licitatório de recuperação da estrutura metálica da cobertura do ginásio, revisão da iluminação e colocação de novo piso nas duas quadras poliesportivas do complexo.

Para encerrar a viagem de Agnelo à Bahia, a Câmara Municipal da Cidade de Salvador outorga, às 20 horas, no Plenário Cosme de Farias, o Título de Cidadão da Cidade de Salvador ao ministro do Esporte.


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: