Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


12/07/2005 às 15:49 - Descobertas do Segundo Tempo são prata no Pan de canoagem no Canadá  

Filhas de ex-bóias-frias, descobertas pelo Programa Segundo Tempo de Ribeirão Claro (interior do Paraná), as canoístas Adriélia Freitas e Rozivânia Gomes voltam para o Brasil com três medalhas na bagagem. Juntamente com Laila Moro e Vanessa Pimentel, elas conquistaram duas medalhas de prata e uma de bronze nas três provas de K4 (caiaque de quatro integrantes) no Pan de Canoagem Velocidade, no último final de semana, em Quebec, no Canadá.

Os recursos da Lei Agnelo-Piva asseguraram a participação do Brasil no evento, que contou com representantes de mais 13 países. A equipe masculina, que inicialmente viajaria apenas com dois canoístas, conseguiu embarcar para o Canadá com a equipe completa. Os recursos da Lei, disponibilizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), aumentam as chances de medalhas para o Brasil. “Priorizamos essa competição porque ela serviu de teste para o Pan de 2007, no Rio de Janeiro”, explicou o presidente da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), João Tomasini.

A delegação brasileira, composta por 16 canoístas, contou com uma comitiva de nove mulheres. Para o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, os resultados não poderiam ser melhores. “Nossas atletas Adriélia e Rozivânia despontam com sucesso: prata nos 500 e 200 metros e bronze nos 1000 metros. Mesmo na seleção brasileira júnior, as duas paranaenses são promessas garantidas no Pan 2007”, assegura otimista o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz.

Com esta participação no Pan-americano de Canoagem, o Brasil realiza uma das melhores disputas em competições fora do país. A delegação brasileira conquistou 15 medalhas, sendo duas de ouro, sete de prata e seis de bronze. O destaque entre os brasileiros foi o canoísta Edson Silva, o Edinho, que conquistou dois ouros, três pratas e um bronze.

Meninas de ouro - Ambas com 17 anos, Adriélia Freitas e Rozivânia Gomes são atletas da Associação Ribeirão-Clarense de Canoagem (PR). O clube é mais um dos 2.400 núcleos de atendimento do Programa Segundo Tempo no país, que atualmente contempla 1 milhão de crianças carentes com a prática esportiva e reforço escolar e alimentar. Entre os títulos mais importantes da dupla estão o Campeonato Brasileiro de Canoagem de 2004 (São Paulo/SP), em que Adriélia sagrou-se campeã e, ainda, o Pan-americano de Canoagem realizado em 2004 em Curitiba (PR), em que Rozivânia foi medalha de ouro.

Adriélia e Rozivânia moram em Caxias do Sul (RS), na concentração da equipe permanente de canoagem velocidade feminina. Além de treinar, elas deram continuidade aos estudos – estão cursando a 8ª série.

Nas horas de folga, Rozivânia adora ouvir música e andar de bicicleta. Já volêi e jogos de aventura são o hobby de Adriélia. Apesar de terem gostos distintos na diversão, o sonho de serem campeãs no Pan de 2007 e nas Olimpíadas em 2008 é unânime entre as amigas canoístas.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: