Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


25/04/2005 às 18:14 - Segundo Tempo atende mais 8 mil crianças carentes no DF  

No Distrito Federal, igrejas, associações de bairros, creches e clubes esportivos integram uma ampla rede de proteção a crianças carentes e são transformados em núcleos de atendimento do Programa Segundo Tempo. Na parceria com a Associação dos Servidores do Tribunal de Contas da União (ASTCU), lançada hoje (25/04) em Brasília, cerca de 8.300 crianças e adolescentes contam com reforço escolar e alimentar e atividades extracurriculares como aulas de informática, dança e artesanato.

Na solenidade desta manhã, o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, destacou a importância da participação dos pais e dos moradores de comunidades carentes no dia-a-dia dos filhos e nas atividades do programa de inclusão social do governo federal. “Nossa meta é dar a esses jovens uma nova perspectiva de vida, o que inclui segurança, civismo, boas maneiras e disciplina, como forma de melhorar o convívio social”, destacou Agnelo.

Durante a cerimônia, cerca de 10 crianças da Casa da Criança e do Adolescente (Cacria), com idades entre sete e nove anos, fizeram uma apresentação da dança folclórica bumba-meu-boi. O aluno Rodrigo Ramos, de 12 anos, sabe de cor a tradição da dança. “Na lenda, tudo começou quando um fazendeiro muito rico mandou cortar a língua do boi para a mulher Catirina, que estava grávida e queria comer um prato típico. Arrependidos com a morte do animal, o casal fez uma grande festa para ressuscitá-lo. Hoje, as festas do bumba-meu-boi acontecem no mês de junho, nas comemorações de São João”, explicou.

Walcilon de Carvalho, presidente da ASTCU, informou que a Associação participa do Segundo Tempo com a técnica de gerenciamento. Já a comunidade doa o espaço físico e o Ministério do Esporte paga a alimentação dos estudantes, o salário dos monitores do programa e ainda produz todo o material esportivo, inclusive os uniformes, utilizado pelas crianças.

Cerca de 1,5 mil alunos da Ceilândia, do Paranoá e de Santa Maria prestigiaram o lançamento do programa. Na Ceilândia, eles são atendidos nos núcleos Cacria, Casa da Esperança, Creche Pequeninos de Cristo, ONG Lurdinha e Centro Assistencial Maria Carmem Cólera. O Paranoá foi representado pelo Colorado Esporte Clube. Já Santa Maria contou com crianças da Associação Atlética de Moradores e da Associação Esportiva e Cultural.

As modalidades esportivas praticadas são vôlei, futebol, futsal e basquete. Os alunos também contam com atividades extracurriculares. Em Santa Maria, por exemplo, os estudantes têm aulas de street dance (dança de rua). A atividade é a preferida do estudante da 5ª série, Geovani Alves, 13 anos. “Quero ser cantor no futuro. Como música e dança andam lado a lado, estou no caminho certo freqüentando o Segundo Tempo”, acredita o jovem.

No Distrito Federal e Entorno, o Segundo Tempo atende cerca de 40 mil crianças em mais de 150 núcleos. No Brasil, o número de beneficiados atinge a casa de 1 milhão de estudantes dos ensinos fundamental e médio, em mais de 600 municípios.


Serviço:
Onde encontrar os núcleos Segundo Tempo em Ceilândia:
Cacria: Setor QNQ
Casa da Esperança: Guariroba
Creche Pequeninos de Cristo: Expansão Setor O
ONG Lurdinha: P Sul
Centro Assistencial Maria Carmem Cólera: QNN 30


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: