Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


23/03/2005 às 18:00 - Mais de 200 jovens ganham reforço alimentar do Segundo Tempo  

O secretário nacional de Esporte Educacional, Rafael Aguiar, lançou nesta quarta-feira (23/03) mais um núcleo do Programa Segundo Tempo no Distrito Federal. Em parceria com o Serviço Social do Transporte (Sest) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), o Ministério do Esporte passa a oferecer para 200 alunos de Samambaia atendimento pediátrico, ginecológico, cardiológico, odontológico e oftalmológico. Os estudantes também têm acesso ao esporte, à alimentação e ao reforço escolar.

“O objetivo do Segundo Tempo não é lançar atletas e sim cidadãos para a vida”, declarou Rafael Aguiar. Já o presidente do Conselho Regional Sest/Senat, José Hélio Fernandes, destacou que o programa de inclusão social oferece aos jovens a oportunidade de acesso à informação, quesito indispensável para formação do cidadão no combate à desigualdade social.

Entre os jovens contemplados, cerca de 90% são filhos de profissionais de baixa renda. A maioria das mães possuem renda familiar inferior a R$ 260,00 e mantêm o sustento de sete pessoas em média dentro de casa. O núcleo iniciou também um trabalho de combate ao uso de drogas e à gravidez precoce. Em todo o Brasil, o Segundo Tempo em parceria com o Sest/Senat beneficia 8.400 crianças em 42 unidades.

Durante a solenidade no Sub Centro Leste do Complexo Furnas de Samambaia houve distribuição de pipoca, algodão doce e cachorro-quente para as crianças. Ao final do evento, alunos especiais do Centro de Treinamento em Educação Física Especial de Brasília (Cetefe) fizeram uma demonstração de ginástica olímpica.

Um dos beneficiados pelo programa é o estudante Raphael Santos de Brito, de 11 anos. “Fiquei maluco quando a diretora da minha escola, o Centro de Ensino Fundamental 20, falou que eu iria participar do Segundo Tempo. Aqui tenho de graça as duas coisas que mais adoro: voleibol e artes cênicas”, disse o aluno da 6ª série, que pretende seguir carreira de ator quando for adulto.

Jonatas Trindade, 11 anos, repetiu a 5º série em história, geografia e matemática. Ele acredita que o reforço escolar oferecido no programa o ajudará a superar as dificuldades nessas disciplinas. Ele ainda conta com o incentivo da atividade física. “Como eu sei que vou poder jogar futebol depois da aula, eu até sinto mais vontade de estudar e memorizar as matérias”, disse Jonatas, conhecido como o “Pelezinho” do núcleo.

A mesma paixão pelo futebol é cultivada pela estudante Poliana Moulen, 12 anos. Filha de empregada doméstica, ela mora com a mãe e mais seis pessoas em uma casa. Segundo Poliana, a alimentação e o reforço escolar oferecidos no programa foram essenciais para fazer um bom treinamento físico. “A comida lá em casa é pouca pra muita gente. Indo para o programa, serei uma boca a menos para minha mãe sustentar”, afirmou a aluna, fã da jogadora Pretinha, integrante da seleção vice-campeã olímpica de futebol feminino.

Nesse núcleo, o Ministério do Esporte assegura aos jovens a pratica da natação, futebol, handebol, basquete, capoeira, vôlei, tênis de mesa e xadrez. Os estudantes também participam de oficinas de artes cênicas. “As crianças ficaram eufóricas ao entrar numa piscina pela primeira vez. Para elas, isso era uma coisa que existia apenas na televisão”, revelou o coordenador Rogério Bertoldo Guerreiro.

O Sest/Senat disponibilizou às crianças do Segundo Tempo em Samambaia três piscinas, três campos de futebol, um teatro, quadras polivalentes e um ginásio. A preocupação com a inclusão social também de jovens portadores de necessidades especiais motivou a busca por uma parceria com o Centro de Treinamento em Educação Física Especial de Brasília. Hoje, o Programa Segundo Tempo atende a um milhão de crianças em mais de 600 municípios brasileiros. Em Brasília e no Entorno, o número de contemplados é de 47 mil.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: