Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


22/03/2005 às 12:51 - Xadrez nas escolas promete revolucionar ensino no Brasil  

Considerado um jogo intelectual, o xadrez é também uma poderosa ferramenta educativa que, a exemplo da música, poderá se tornar, em breve, disciplina opcional das escolas da rede pública do país. O Ministério do Esporte, em parceria com o Ministério da Educação, estará implantando o projeto “Xadrez nas Escolas” a partir da segunda quinzena de maio. A parceria, que envolveu inicialmente 6,4 mil estudantes de quatro estados, será ampliada para mais de 300 mil alunos dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal.

No ano passado, o projeto piloto foi implantado em Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pernambuco e Piauí. O ensinamento teórico e prático do xadrez foi aplicado durante três meses em 40 escolas, com um atendimento de 160 estudantes cada. Entre os resultados identificados nos alunos participantes, o principal foi a melhoria da capacidade de concentração na sala de aula.

Para a implantação dessa nova etapa, o Ministério do Esporte está fazendo parcerias com as Secretarias de Estado de Educação e de Esporte. Cada unidade da federação contará com 50 escolas contempladas. “Alguns estados estão mais avançados nesse processo. O Paraná, por exemplo, já iniciou a capacitação. Em seguida, será a vez de Roraima”, informa o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz.

O Ministério do Esporte firmou parceria com grandes mestres do xadrez para ministrar a capacitação dos 1.350 profissionais da educação. A escolha dos educadores e das escolas contempladas fica a cargo das Secretarias de Educação. A capacitação acontece até 15 de maio. Em seguida, será a vez do Ministério da Educação entregar 17 mil kits (tabuleiros, peças e livro com técnicas do xadrez) às Secretarias Estaduais de Esporte e de Educação. Cada Secretaria será contemplada com mil kits e fará a distribuição às escolas envolvidas.

O próximo passo será implantar o xadrez em 3.800 núcleos do Segundo Tempo. O programa contempla, atualmente, 1 milhão de estudantes carentes dos ensinos médio e fundamental. Além de praticar esporte no período oposto ao que estudam, os alunos recebem alimentação, reforço escolar, uniforme e material esportivo, gratuitamente, em 3.800 núcleos distribuídos em mais de 600 municípios do Brasil.

A dispersão dos alunos é um dos grandes problemas e precisa ser combatida ainda na infância. Essa capacidade de calcular, de concentrar, de adquirir responsabilidade e de tomar decisões pode ser reforçada com a prática do xadrez. Admirador e praticante do esporte, o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, acredita que o xadrez é uma importante ferramenta na educação infantil. “Incentivar o xadrez nas escolas será uma grande contribuição para a formação do caráter da criança. É preciso estimular mais a capacidade de concentração e assimilação de novos conhecimentos. Hoje, os jovens estão muito expostos a estímulos rápidos e superficiais oferecidos pela televisão, computadores e videogames”, justificou.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: