Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


17/03/2005 às 19:33 - Bola pra Frente para mais 600 crianças do Segundo Tempo  

O Programa Segundo Tempo ganha mais um centro de atendimento. O município beneficiado agora será Conchal, no interior de São Paulo. O novo núcleo é uma parceria entre o Ministério do Esporte e o projeto Bola pra Frente, da ex-jogadora de basquete Karina.

O Segundo Tempo vai atender a 600 crianças e jovens dos ensinos fundamental e médio em Conchal. A inauguração do novo núcleo faz parte da ampliação da parceria do Ministério do Esporte com o Bola pra Frente.

Em junho de 2004, foi assinado um convênio com a ONG, com validade de um ano, para beneficiar 2.600 crianças nos municípios de Jaguariúna, Pedreira, Campinas e Amparo.

Em dezembro do ano passado, foi assinado mais um convênio para levar a parceria entre o Bola pra Frente e o Segundo Tempo a mais 2.400 crianças, nas cidades de Santo Antônio de Posse, Holambra (ainda em fase de implantação), Morungaba (núcleo inaugurado na última sexta-feira, 11/03) e Posse, cada um atendendo a 600 crianças em média.

Para complementar as atividades esportivas, também são oferecidas pelos núcleos da parceria aulas de educação sexual, saúde dental, higiene pessoal, além de palestras com nutricionistas para crianças e seus pais. “Temos que levar nossas ações à realidade das pessoas que participam do nosso núcleo. Mostrar que um sabonete custa menos que R$1, que tomar banho todos os dias é necessário. O trabalho dos nutricionistas também tem que ser direcionado, não adianta mandar a criança comer arroz, feijão, carne e duas frutas se a família mal tem dinheiro para comprar algumas bananas por dia, temos que mostrar-lhes o que pode ser feito”, diz Karina.

A ex-jogadora começou a trabalhar com crianças em 2001, quando ainda praticava o basquete. “Eu tinha muita raiva de ir jogar e ver crianças que não tinham dinheiro para entrar no clube, pagar mensalidade e comprar material.” Karina diz que encontrou no Programa Segundo Tempo “tudo que eu queria para as crianças”. “Todos têm a mesma oportunidade, de jogar igualmente. Sou fã do Segundo Tempo”, afirma.

Além do basquete, esporte com o qual Karina ganhou notoriedade, são desenvolvidas nos núcleos Segundo Tempo/Bola pra Frente as modalidades vôlei, futsal, futebol, handebol, queimada, peteca, damas e xadrez. O Ministério do Esporte garante aos beneficiados pelo programa reforço alimentar e escolar, uniforme e acesso a materiais esportivos produzidos pelos detentos participantes de outro programa do Ministério do Esporte, o Pintando a Liberdade.

Além de promover a inclusão social de crianças em situação de risco, o programa beneficia em alguns núcleos jovens portadores de necessidades especiais. Fazem parte do programa em São Paulo quatro crianças surdas, duas com deficiência mental leve e outras duas com deficiência na fala. “Temos três irmãos participando do programa – os dois mais velhos têm deficiência mental, o mais novo não. Os três freqüentam as mesmas atividades, juntos, no núcleo”, conta Karina.

Além do convênio com o governo federal, Karina conseguiu apoio junto a empresas e faculdades, que dão teses e estudos relacionados ao esporte. Outra ação de sucesso é feita com o lanche, que foi terceirizado. “Assim conseguimos garantir higiene, qualidade, e diminuir muito o preço das refeições, já que uma empresa grande tem muito mais poder de negociar com fornecedores para conseguir matéria prima mais barata”, conta Karina.

As fichas de inscrição para o programa em Conchal começam a ser distribuídas nas escolas nesta sexta-feira (18/03). Por meio de um convênio com a Secretaria de Saúde de cada município, as crianças são avaliadas por um pediatra, que confirma ou não a aptidão de cada uma para a prática esportiva. O próximo passo é uma aula inaugural com as crianças selecionadas e entrega do uniforme e material didático.

Nos núcleos Segundo Tempo/Bola pra Frente trabalham 2 coordenadores, 14 professores, 40 estagiários e 30 voluntários – que também recebem ajuda do Ministério do Esporte para ajudar no projeto.


Luciana Yonekawa


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: