Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


24/02/2005 às 18:27 - Segundo Tempo melhora rendimento escolar em cidade gaúcha  

Cerca de 600 estudantes dos projetos Navegar e Canoa Brasil, núcleos do Programa Segundo Tempo em Estrela (RS), tiveram melhor desempenho escolar no ano passado. Em muitos casos, as notas melhoraram quase 200%. O projeto, desenvolvido às margens do Rio Taquari, atraiu os jovens com a oferta de esportes náuticos. O aluno da 5ª série, Taríque Roberto Fraga, 12 anos, substituiu a televisão pelas remadas da canoagem. “As notas vermelhas mudaram. Minha média, que estava baixa em Português, passou de 30 para 85”, comemorou.

O jovem também conta que, por meio do esporte, conseguiu melhorar a comunicação com os colegas e o comportamento em grupo. Antes de ingressar no Segundo Tempo, Taríque tinha dificuldade em escrever redações com os temas propostos pela professora. Hoje, o jovem virou exemplo na escola e já tem prazer em escrever. “O Taríque era um menino muito rebelde antes e tinha dificuldade em se relacionar. Agora, ele é muito carismático, um referencial amigo entre os demais. Essa mudança está acontecendo com outras crianças também. É um reflexo positivo do programa”, declarou Maria Rosana Laytouni, coordenadora local do Segundo Tempo. A prática esportiva também ajudou a controlar o peso de Taríque, que estava acima da média das crianças da mesma idade. Em dez meses, ele emagreceu cerca de três quilos.

Mais de 260 crianças fazem parte do núcleo do Segundo Tempo em Estrela (RS). Elas podem praticar gratuitamente canoagem, vôlei, futebol de areia e xadrez. O programa ainda conta com reforço escolar e alimentar, assistência psicológica e aulas de informática. A família de Taríque conseguiu aumentar a renda mensal após o programa. Agora, com os filhos estudando e praticando exercício no núcleo, os pais podem trabalhar período integral, o que antes não era possível já que os três filhos ficavam em casa. “Desde que o meu filho passou a freqüentar o programa, eu e minha esposa Cassiana, que é costureira em fábrica de calçados, conseguimos sustentar três filhos com dignidade. Temos tranqüilidade para ir trabalhar porque sabemos que eles estão num lugar saudável e com boas companhias”, revelou o soldador Paulo Roberto Fraga.

O Segundo Tempo em Estrela (RS) conta com a parceria também de ONGs e da iniciativa privada. Por meio da campanha de financiamento de projetos esportivos sociais, lançada nesta semana pelo ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, em parceria com o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), o núcleo conseguiu ampliar algumas ações. A AmBev, empresa distribuidora de bebidas, doou R$ 130 mil para aquisição de nova frota de caiaques, canoas, remos, coletes, lancha, motor ecológico, combustível e conclusão das obras do parque náutico local. Por meio da campanha, a empresa descontou o valor doado no Imposto de Renda Devido. Um incentivo do governo federal para ampliar a inclusão social por meio do esporte. A Universidade do Vale do Taquari (Univates) é outra parceira do programa local. Com um repasse mensal de R$ 3,5 mil, a entidade pretende ampliar o número de profissionais e mantém o transporte gratuito das crianças beneficiadas.


Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: