Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


25/10/2004 às 10:11 - ME e Unesco firmam parceria para consolidar Segundo Tempo  

Brasília, 25/10/2004 (Ascom/ME) - O ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, e o representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, Jorge Werthein, assinaram hoje convênio para avaliação do programa Segundo Tempo.

Para o ministro, essa parceria com a Unesco vai ajudar na consolidação do programa como política pública. “Sem avaliação não existe a possibilidade de se melhorar o programa. E esse é um programa de governo que visa se tornar uma política pública, porque só assim poderá beneficiar em grande escala. Para isso é preciso avaliar seu desenvolvimento, a fim de se ter certeza de que está atingindo o objetivo”, explica Agnelo.

O Segundo Tempo é um programa de inclusão social que possibilita aos alunos matriculados na rede pública de ensino fundamental e médio o acesso a práticas esportivas. Atualmente, 800 mil crianças participam do projeto, que orienta a aplicação de recursos, a fim de garantir equipamentos e materiais, e contribui para a formação de monitores.

Agnelo Queiroz lembrou que a Unesco "tem defendido muito o esporte como um componente importante do desenvolvimento humano, além de ter experiência mundial na avaliação de vários programas sociais". E o representante da organização, Jorge Werthein, informou que em seis meses terá o resultado da avaliação, que incluirá entrevistas e acompanhamento dos participantes. “A Unesco fará uma amostra do público-alvo. Perguntaremos o que pensam todos os atores sociais - crianças, jovens, monitores. Depois faremos uma leitura desses depoimentos e daremos um retorno ao Ministério”.

Até dezembro, segundo o ministro do Esporte, o programa será implantado em Angola, Moçambique e Haiti. "Responsáveis desses países já vieram ao Brasil para treinamento. Vamos manter mil crianças em cada um deles. Durante um ano, daremos suporte para que eles adquiram experiência", informou.

Christiane Peres, repórter da Agência Brasil


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: