Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


01/10/2004 às 18:25 - Segundo Tempo procura talentos esportivos em Valparaíso (GO)  

Brasília 01/10/2004 (Ascom/ME) - Tudo pronto para o início da 1ª Mini-Olimpíada do Programa Segundo Tempo, na região do Entorno do Distrito Federal. A abertura do evento será neste sábado, 02/10, no Clube Tropical.

Durante dois sábados consecutivos, 1.200 estudantes da cidade de Valparaíso de Goiás(GO), atendidos em cinco núcleos do programa, disputarão as modalidades de capoeira, natação, futebol de campo, futsal e vôlei. A atividade tem como meta identificar talentos e reforçar o espírito esportivo dos estudantes beneficiados pelo programa. A chácara Recanto dos Jovens sediará a final do campeonato, dia 09 de outubro.

A parceria do Ministério do Esporte com o Ipadi - Instituto de Planejamento e Apoio ao Desenvolvimento Científico, atende alunos dos ensinos fundamental e médio em comunidades e bairros carentes no Valparaíso. Entre eles, mais de 15 alunos beneficiados nos núcleos - Recanto dos Jovens, Clube Tropical, Chácaras Anhanguera - Garvás, Bairro Santa Rita e Estádio Céu Azul - têm se destacado em competições locais, estaduais e em peneiras para integrar equipes profissionais de vôlei e de futebol.

No final de agosto, nove estudantes do núcleo Chácaras Anhanguera participaram do Campeonato Aberto de Capoeira do Estado de Goiás, na cidade de Ipameri. Eles disputaram com representantes de 24 cidades goianas e trouxeram nove medalhas e o vice-campeonato na classificação geral. A adolescente Jéssica Amaral, 14 anos, desse mesmo núcleo, é outro exemplo. Há dois meses fez teste para o Motonáutica e hoje integra a equipe brasiliense de vôlei.

Há menos de um mês, Pedro Carlos Montelo Filho, 12 anos, e Wendel Railander da Silva, 10 anos, dos núcleos Recanto dos Jovens e Santa Rita, respectivamente, passaram na peneira do Gama Futebol Clube. Atualmente integram o quadro profissional do time da segunda divisão do DF.

“Nada mais conveniente que um campeonato local para incentivar a garotada que assistiu aos jogos olímpicos e paraolímpicos pela televisão, e torceu muito pelos atletas brasileiros”, justifica Zilmar Moreira, coordenador geral do Segundo Tempo. Alem desse fato, Zilmar apontou o potencial para o esporte detectado nos alunos como grande motivação para a realizar as mini-olimpíadas.

Linha de pobreza - Os jovens contemplados na parceria com o Ipadi encontram-se em áreas de risco social que, em sua maioria, enfrentam o problema da fome. Alguns, como os irmãos Tiago e Iago Lima, 13 e 12 anos, moram no Ipê, localidade do Distrito de Luziânia, e percorrem quatro quilômetros, cerca de uma hora de caminhada a pé, para terem os benefícios.

“Gosto muito do futebol e da comida”, disse Tiago. Repetente ano passado em Matemática, o aluno apresentou orgulhoso o boletim escolar para mostrar que esse problema foi superado. Segundo ele, “foi graças à ajuda da professora Cíntia e do reforço escolar oferecido pelo Segundo Tempo”.

Criatividade supera evasão - Para combater a desistência dos jovens que freqüentavam o núcleo Chácaras Anhanguera - em decorrência do trajeto de até 5 quilômetros - Zilmar Moreira usou a criatividade. Sub-aproveitado, o Estádio de Futebol do bairro Céu Azul virou outro núcleo do Segundo Tempo. As colaborações da Prefeitura Municipal e do Comando da Polícia Militar do Goiás foram decisivas no processo.

“Hoje, o antigo Posto da PM, fechado dentro do estádio, foi transformado em sala de aula e está sendo ampliado”, explica Zilmar, informando que a meta era coibir a evasão de 30 jovens, mas que devido à grande demanda, em menos de duas semanas de abertura, o atendimento contemplou 150 alunos. “Aulas de futebol, capoeira e reforço escolar, além da alimentação e material esportivo são assegurados aos jovens daqui”, revela.

Família do Segundo Tempo - O Recanto dos Jovens é um referencial de compromisso entre os que abraçaram a causa da inclusão social, encabeçada pelo Governo Federal. O núcleo fica instalado na chácara que abriga a residência do casal Zilmar Moreira e Jovem Tibério. Juntos, eles acompanham de perto as atividades esportivas, o reforço escolar, a alimentação das crianças, além da utilização do uniforme e do material esportivo oferecidos pelo Ministério do Esporte.

“Todos os passos do programa, nos cinco núcleos, durante segundas, quartas e sextas-feiras, dias de funcionamento, são monitorados por nós”, garantem. Para o casal, “Segundo Tempo é sinônimo de solidariedade, amor e carinho”. Na certeza do dever cumprido, Zilmar e Jovem adotaram, nessa batalha, mais 1.200 crianças contempladas, além dos filhos Eduardo, Leonardo e Ricardo Moreira.

Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: