Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


26/08/2004 às 16:11 - Jovens do Segundo Tempo ficam entre os melhores no Festival Náutico  

O Festival Náutico do Amazonas está revelando o excelente desempenho de 16 atletas do programa Segundo Tempo/Navegar. Os estudantes subiram ao podium em quase todas as disputas, dando prova de superação. A maioria é carente e recebe apoio de programas do Ministério do Esporte, com oportunidade de reforço escolar e alimentar.

Jéferson Corrêa e Renato de Almeida, segundo e terceiro lugares (caiaque infantil K-1), Renato Costa e Jener da Silva, segundo e terceiro lugares (skiff iniciante), além de Jonathan Souza, terceiro lugar (skiff iniciante-2 junior), são exemplos de talentos esportivos identificados. O Festival, cuja primeira etapa aconteceu dia 15 de agosto, é uma realização da Liga Náutica Amazonense.

Além dos alunos contemplados pelo Segundo Tempo/Navegar também participaram 29 jovens do Remo Vida e Remo Social. Interagidos, os três projetos sociais desenvolvem modalidades aquáticas de caiaque, remo e vela. Em clima de olimpíadas, comunidade e pais de alunos marcaram presença para torcer pelos atletas.

A segunda regata do circuito está marcada para o dia 5 de setembro. Manasseh Barbosa, coordenador do Segundo Tempo /Navegar e presidente da Liga Náutica explica que, nesta data, na década de 40, aconteciam os “Roadways”, regatas históricas do Cais do Porto de Manaus. “Além de levar cidadania aos jovens de nossa cidade, resgatamos as tradições desportivas do passado”, justifica.

Em Manaus, o Segundo Tempo/Navegar funciona no bairro da Compensa, dentro de uma unidade do Exército. Atende crianças e adolescentes carentes que moram em palafitas nos bairros Santo Agostinho, São Raimundo, Glória, Vila da Prata e Santo Antônio, às margens do Rio Negro, afluente do Amazonas.

As crianças contempladas já demonstram, além de grande aproveitamento técnico, enorme mudança comportamental. Oriundos de uma camada social desprestigiada econômica, social e culturalmente, eles eram arredios, sem disciplina e com grandes conflitos pessoais. Hoje, eles encontram no esporte, a chance de uma vida melhor. A Secretaria Estadual de Esporte e Lazer do Amazonas (Sejel) é a gestora do programa.

O atendimento ocorre de domingo a domingo, no período de 6h às 10h. E durante as segundas, quartas e sextas-feiras, de 16h às 18h. A meta é fazer com que o jovem retome as atividades oferecidas pelo Segundo Tempo, como a fixação de regras e ocupação do tempo ocioso. Por isso, a Ong trabalha com três linhas de atuação, uma a cada ano: aprendizado, fixação e aprimoramento técnico, além da participação e performance.

No Segundo Tempo/Navegar o Ministério do Esporte assegura, além da alimentação, estrutura física de barcos, lancha e material de apoio. O atendimento é realizado por 11 profissionais que atuam na área, entre coordenador (professor de Educação Física), monitores (estagiários), auxiliares, secretária e marinheiro para manutenção dos barcos.

Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: