Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


29/07/2004 às 17:21 - Segundo Tempo e Corpo de Bombeiros garantem cidadania aos jovens do DF  

Em Brasília, três mil crianças e adolescentes atendidos em nove núcleos do Segundo Tempo misturam, na prática, o verde e o amarelo, cores do programa, com o "vermelho-fogo", do Corpo de Bombeiros. Na parceria com IBAVI - Instituto Bombeiros Amigos da Vida, o Ministério do Esporte assegura atividades esportivas no contraturno escolar, além de uniforme, material esportivo, alimentação e reforço escolar. Em contrapartida, a Corporação ensina primeiros socorros, combate a incêndios, noções de resgate e civismo.

Na parceria, são contemplados estudantes dos ensinos fundamental e médio das cidades de Taguatinga, Gama, Sobradinho, Núcleo Bandeirante, Brazlândia, Ceilândia, Paranoá, Samambaia e São Sebastião. Os jovens integram a Brigada Bombeiro Mirim instaladas nos quartéis de cada localidade.

Segundo o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz, a parceria com o IBAVI permitirá o atendimento de alunos em mais duas cidades do DF. “Em setembro, estaremos inaugurando um núcleo do Segundo Tempo em Santa Maria e em seguida o do Recanto das Emas, nas instalações dos comandos locais” , antecipa.

Na 3ª Companhia Regional de Incêndio do Gama, por exemplo, o trabalho não pára. Mesmo durante as férias escolares, as atividades acontecem sempre de 8h às 11h e de 14h às 17h, durante as segundas, terças e quintas-feiras, atendendo 500 jovens de famílias carentes. “Infelizmente, quando chega o final do mês, esse número reduz para 460 porque os mais pobres ficam sem dinheiro para pagar o ônibus”, lamenta o tenente Magno.

Na Brigada mirim do Gama foram identificados dois tipos de perfis de carência entre os contemplados: a afetiva (porque os pais estão sempre trabalhando), e a econômico-social (crianças atraídas pelo lanche).

No dia-a-dia do Segundo Tempo, meninos e meninas adquirem condicionamento físico na aula de Educação Física, onde é despertado o interesse pelo esporte. São oferecidas as modalidades de futebol de campo, salão e society, além de vôlei, handebol, basquete e tênis.

A banda de música, comandada pelo subtenente reformado, maestro Nicodemus e o coral com 60 vozes, ministrado pelo professor e sargento Eliaquim, são atividades extracurriculares. Na programação, estão incluídas, além de aulas, apresentações em diversos espaços culturais de Brasília.

Aulas práticas ensinam a profissão atleta-bombeiro

Das quadras esportivas para o pátio. Numa atuação rápida e eficaz, típica dos salva-vidas, além do esporte, os jovens do Segundo Tempo aprendem, na prática, como agir no combate a incêndios. A ação envolve todo um cenário que vai de toque de sirene, utilização de uniforme e capacetes, passeio no caminhão condutor de água dentro do quartel, à montagem e uso das mangueiras para apagar uma imensa fogueira, acesa numa área isolada controlada pelos próprios bombeiros.

“Adoro nadar e cantar, mas quero ser bombeira quando crescer, por isso, acredito estar no lugar certo”, disse Thaynara Alcântara, 11 anos. Para Gustavo Rodrigues, “aqui tem um lanche muito gostoso e as brincadeiras da recreação são muito legais”, disparou. Em tom inocente, sua resposta imediata arrancou gargalhada dos demais colegas.

Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: