Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


15/07/2004 às 09:58 - Parceria com Famfs leva Segundo Tempo para 35 mil jovens na Bahia  

A parceria do Programa Segundo Tempo e Fundação de Apoio ao Menor de Feira de Santana (Famfs) tem apresentado resultados surpreendentes. Contempla 35 mil crianças de 53 municípios do estado da Bahia e atende, em Feira de Santana, 6.800 crianças em oito unidades. Uma delas é a Fazenda do Menor, que trabalha com jovens sob orientação do Juizado de Menores, e possui coral Amanhecer do Sol, com 240 vozes.

O coral se apresentou na abertura da Conferência Nacional do Esporte, 17 de junho, no Teatro Nacional, em Brasília, emocionando autoridades e público presentes, entre eles, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ministro do Esporte, Agnelo Queiroz e 1.400 participantes da Conferência. O grupo tem recebido convites para cantar em vários estados. “Nossos internos são jovens em vulnerabilidade social que, na maioria das vezes, estavam na mendicância, em estado de abandono nas ruas ou sem tratamento adequado da família”, explica Elivaldo Moraes, administrador da Fazenda do Menor.

A infra-estrutura esportiva da Fazenda do Menor, utilizada pelos jovens do internato, é também cedida às outras sete unidades que atendem o Segundo Tempo em Feira de Santana. Conta com estádio, ginásio de esporte, sete campos de futebol e pista de atletismo.

A Fazenda oferece também padaria, fábricas de tijolos, de brinquedos e de uniformes. Este último faz parte do projeto Pintando a Liberdade do Ministério do Esporte. Nesses espaços, os jovens aprendem uma profissão no turno em que não estão na escola. Os alunos de 1ª a 4ª série estudam na Fazenda e a partir da 5ª série são encaminhados para escolas da comunidade.

Durante as atividades de lazer os menores são atendidos pelo Programa Segundo Tempo e praticam capoeira, futebol, vôlei, atletismo, futsal e handebol. Segundo Antônio Lopes, presidente da Famfs, é grande a aceitação do programa. “Todos querem participar porque são poucas as escolas que desenvolvem atividade física e o Segundo Tempo contempla essa necessidade”, disse. Além de praticar esporte a garotada conta com reforço escolar, alimentação, uniforme e noções de saúde e higiene.

Carla Belizária


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: