Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


01/10/2003 às 16:38 - Programa Segundo Tempo ganha novas adesões nesta quinta-feira  

Brasília, 30/09/2003 (Ascom/ME) – O Programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte, ganha nesta quinta-feira (02/10), às 15h, a adesão de novos parceiros da comunidade, entre eles grupos culturais como o Olodum e personalidades como o jogador Júnior, o apresentador Netinho e o Instituto Airton Senna. A adesão dos novos parceiros terá a chancela do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que os receberá no Palácio do Planalto para formalização da parceria. Na platéia estarão 250 crianças atendidas pelo programa.

O Segundo Tempo é o programa do Ministério do Esporte que centraliza todas as ações voltadas para inclusão social e democratização do acesso às práticas do esporte. Ele tem a função de melhorar a qualidade de vida de crianças e jovens por meio da prática esportiva em diversas modalidades e já está em funcionamento em diversas cidades.

Além de incentivar o esporte, o Segundo Tempo garante reforço alimentar e mantém as crianças ocupadas durante o período em que estão fora da escola. Por isso sua importância estratégica na política de inclusão social e do desenvolvimento humano.

O programa adota o princípio da transversalidade com os demais ministérios e o da busca por parceiros na sociedade civil. Embora vinculado ao Ministério do Esporte, o Segundo Tempo ajuda no desenvolvimento de metas da Fome Zero, do Ministério da Educação e de outras políticas sociais de redução das desigualdades.

O Segundo Tempo começou em larga escala em Goiás, em agosto, atendendo 27 mil crianças de 137 escolas, em regime semi-integral de ocupação, com um turno reservado às aulas e outro à prática esportiva. Outro aspecto positivo do programa é a parceria com entidades como Sesi/Senai, Corpo de Bombeiros e Forças Armadas, que disponibilizando clubes sociais, permitiu ao Segundo Tempo alcançar crianças de escolas públicas sem estrutura de quadras, piscinas e ginásios.

No Rio uma parceria com a ONG Instituto Rumo Certo atende 2.6 mil. É um exemplo do modelo que o Ministério está buscando ao firmar novas parcerias. A entidade funciona na Estrada da Gávea, 147, no Clube Umuarama.

No Distrito Federal, 2.500 crianças participam das atividades do Segundo Tempo praticando esportes em unidades do Corpo de Bombeiros. O programa também chegou aos povos da floresta, no Acre, beneficiando 1.200 alunos de nove escolas públicas do Rio Branco. Na segunda semana de setembro foi a vez de Pernambuco, com o repasse de R$ 176 mil para desenvolvimento de práticas esportivas em 67 escolas, 64 na capital e três na região metropolitana, beneficiando 13.400 estudantes carentes de 7 a 17 anos.

A meta do Segundo Tempo é atender com a prática esportiva três milhões de crianças e adolescentes nos próximos três anos. Mesmo recém-implantado, o Segundo Tempo já beneficia 404 mil crianças e jovens, 359,6 mil em escolas públicas e 44.488 por meio de parceiras com prefeituras e entidades estaduais e privadas. Até o final do ano, só com essas parcerias, serão atendidos 121.7 mil crianças e jovens.

Nessas parcerias foram investidos R$ 25,5 milhões, sendo R$ 12,3 milhões do Ministério do Esporte e R$ 11,1 milhões do Ministério Extraordinário da Segurança Alimentar (Mesa). As parcerias com entidades municipais, estaduais e privadas já atendem crianças da Bahia, Minas Gerais, Pernambuco, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás, São Paulo, Tocantins e Espírito Santo.

Os alunos beneficiados pelo Segundo Tempo ganham bolas, uniformes, acessórios e alimentação para ficar nas escolas, além do horário normal de aulas, praticando esportes. Além de atender escolas públicas, o programa criou espaços para atender crianças que estão fora das escolas. O Ministério do Esporte fez parceria com unidades militares, clubes sociais e entidades como Sesi e Sesc.

Chico Araújo


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: