Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


05/09/2013 às 14:30 - Ministro, Felipão e comissão técnica da Seleção visitam núcleo do Segundo Tempo  

O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e os membros da comissão técnica da Seleção Brasileira – o técnico Luiz Felipe Scolari, o coordenador-técnico Carlos Alberto Parreira e o auxiliar-técnico Flávio Murtosa –, visitaram nesta quinta-feira (05.09) o núcleo do Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte do Grupamento dos Fuzileiros Navais de Brasília. O Forças no Esporte, parceria entre os ministérios do Esporte e da Defesa, atende 12 mil estudantes distribuídos em 131 núcleos instalados em quartéis da Marinha, do Exército e da Aeronáutica em todo o Brasil. Em Brasília, são atendidos 1.300 estudantes em seis núcleos diferentes. Felipão é consultor voluntário do Programa Segundo Tempo (PST) desde setembro de 2012 e mantém a função paralelamente ao trabalho como treinador da Seleção.

No Grupamento dos Fuzileiros Navais de Brasília, funcionam três núcleos, com um total de 300 estudantes moradores da Vila Planalto, da Vila Telebrasília e do Varjão. Ali crianças e adolescentes praticam iatismo, tênis, vôlei, basquete, natação e jiu-jitsu. Além do transporte, as crianças e os adolescentes têm atendimento médico e odontológico, inclusão digital, reforço escolar e alimentar, disciplina militar e música. Ao final da cerimônia, os visitantes assistiram a uma apresentação da banda de música formada por crianças do Programa Segundo Tempo.

Para Aldo Rebelo, o esporte oferecido pelo PST é parte do processo de dar cidadania às crianças e aos adolescentes. E, nesse caminho, a presença da comissão técnica da Seleção Brasileira tem papel importante. “Eles são profissionais de educação física, e essa experiência se junta à experiência no esporte no qual o Brasil tem excelência, que é o futebol. São vitoriosos. A presença deles aqui estimula e incentiva os professores, os monitores e, principalmente, as nossas crianças.”

Ampliação
O ministro anunciou ainda que o Segundo Tempo/Forças no Esporte chegará às regiões de fronteira no Brasil. “Não estamos apenas contribuindo com a parte física, com a construção e cobertura de quadra esportivas pelo Brasil, mas também ampliando a parceria com as Forças Armadas para acolher crianças de todo o Brasil. Queremos estender para as regiões de fronteira, pois são quase 16 mil quilômetros de divisas com dez países”, disse.

O diretor de Departamento do Desporto Militar do Ministério da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, agradeceu as presenças ilustres no núcleo e destacou o sucesso do trabalho conjunto entre os ministérios do Esporte e da Defesa. “Essa parceira, que é muito exitosa, agradece a visita dessa comissão técnica com muito competência e do ministro, que é um entusiasta do esporte”, afirmou.

Durante a visita, os membros da comissão técnica da Seleção visitaram os locais onde são praticadas as atividades oferecidas no núcleo e elogiaram o Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte. “Já estive em outros locais com o programa Segundo Tempo. É um projeto excelente, de inclusão social. Esse desenvolvimento é importante não só para o esporte, mas para a vida futura desses jovens”, afirmou Felipão. Sobre a visita, Scolari disse que estava atendendo a um convite feito pelo ministro no ano passado. “Foi um convite feito há muito tempo, e eu resolvi trazer também o Parreira e o Murtosa, que são também professores de educação física. Esperamos colaborar, sempre que possível, com o nosso conhecimento”, disse.


Benefícios
O técnico pentacampeão ressaltou ainda o profissionalismo do Segundo Tempo e os benefícios do programa para a juventude. “Alguns jovens vão despontar no esporte, mas o projeto não é apenas para formação de campeões, mas para cidadania. E ele é tratado de uma forma muito profissional, com professores e instrutores de muita qualidade”, elogiou.

Para Carlos Alberto Parreira, a massificação da prática esportiva é importante para a descoberta do talento esportivo e, principalmente, para o desenvolvimento da cidadão. “A vocação tem de ser descoberta logo cedo e ser trabalhada. O projeto aqui (Segundo Tempo), além desse papel, busca a inclusão social e a formação de cidadãos para o futuro”, explicou.

Os núcleos do DF funcionam em seis locais: Grupamento dos Fuzileiros Navais de Brasília, que oferece atividades a jovens do Varjão e das Vilas Planalto e Telebrasília; Centro de Instrução e Adestramento de Brasilia (Ciab/Santa Maria), que atende crianças de Santa Maria e Valparaiso (GO); Estação de Rádio da Marinha (Santa Maria), para jovens de Santa Maria e Valparaiso (GO); Centro de Comunicação da Guerra Eletrônica do Exército (CCongex)/Clube do Rocha – crianças do Paranoá, Itapuã e São Sebastião; Batalhão da Guarda Presidencial (BGP), crianças da Estrutural; e Base Aérea de Brasília – crianças do Núcleo Bandeirante e Candangolândia.

Consultor
Em setembro de 2012, o técnico pentacampeão mundial pela Seleção Brasileira de futebol, Luiz Felipe Scolari, aceitou o convite do Ministério do Esporte para prestar serviço de consultoria, informal e voluntária, para o Programa Segundo Tempo. Como consultor, Felipão ministrou diversas palestras junto às crianças atendidas pela iniciativa, contando sua experiência no esporte e promovendo a Copa do Mundo.

Em 6 de novembro de 2012, Felipão falou para uma plateia de jovens em Fortaleza e destacou sua missão. “Vim falar de um programa muito importante. Nosso projeto visa desenvolver aptidões esportivas, mas com o intuito principal de ter saúde. E, no meio disso, os talentos podem surgir” afirmou o treinador, em referencia ao Segundo Tempo.

No dia 13 de novembro, o técnico esteve em Santa Barbara d`Oeste, no interior paulista, onde conheceu o núcleo Casa da Criança, onde funciona uma das 10 unidades de atendimento do Segundo Tempo, em parceria com a prefeitura municipal. Em seguida, ministrou palestra para uma platéia de 200 crianças e adolescentes, além de professores, monitores e familiares dos alunos beneficiados. Dias depois, em 23 de novembro, Scolari realizou palestra em Corumbá (MS) e Ladário (MS) nos núcleos do Programa Segundo Tempo/Forças no Esporte, região de fronteira do Brasil com a Bolívia.

Ouça a notícia:



Rafael Brais
Fotos: Francisco Medeiros
Ascom – Ministério do Esporte
Confira o Portal da Copa, site do governo federal sobre a Copa 2014
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: