Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


04/07/2013 às 17:30 - Ministério do Esporte discute ações e programas com emendas parlamentares  

A Secretaria Nacional de Esporte, Educação e Inclusão Social do Ministério do Esporte (Snelis) aplicará na implementação dos programas Segundo Tempo, Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) e Vida Saudável recursos no valor de R$ 44 milhões provenientes de 84 emendas parlamentares. Os investimentos apresentados por 66 parlamentares também serão usados na promoção de eventos esportivos, de participação e fomento à pesquisa. Para que essas emendas sejam efetuadas, o secretário da Snelis, Ricardo Cappelli, chamou parlamentares, assessores, governos estaduais e prefeituras indicadas para explicar os programas e orientá-los quanto ao cadastramento das propostas.
 
A reunião de trabalho das Emendas Parlamentares distribuídas à Snelis, realizada nesta quarta-feira (04.4), contou com a participação de 80 pessoas, no auditório do Ministério do Esporte, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília.  A abertura feita pelo secretário Ricardo Cappelli foi acompanhada pelo chefe de gabinete do ministro do Esporte, João Luis, e do deputado federal Zequinha Marinho (PSC/PA). Ricardo Capelli deu boas vindas aos participantes e ratificou o motivo do encontro. “Nosso objetivo é informar e capacitar as instituições para traduzir as emendas no atendimento da população em políticas sociais de esporte e lazer”, disse.
 
A coordenadora Ana Elenara Pintos  apresentou as diretrizes do Pelc e do Vida Saudável, ou seja, o que são, como funcionam, as responsabilidades do Ministério do Esporte e dos parceiros para implantação dos núcleos, obedecendo as diretrizes 2012. “O Pelc conta com dois tipos de núcleo, o urbano e o comunidades tradicionais, ambos para todas as idades. Já o programa Vida Saudável é voltado para adultos a partir dos 45 anos, preferencialmente para o público idoso”, explicou Elenara Pintos.
 
Um vídeo do Programa Segundo Tempo (PST)/Forças no Esporte que envolve uma parceria entre Esporte e Defesa foi apresentado. A gravação mostra a dinâmica do programa e os talentos que, mesmo tendo sua essência voltada ao esporte de inclusão, o Segundo Tempo revela talentos como o aluno do Grupamento dos Fuzileiros Navais, Joseías Ferreira das Chagas, 14 anos, conhecido como o “Joaquim Cruz” da nova geração do atletismo por vencer todas as competições que disputa na modalidade.
 
Claudia Bernardo, também coordenadora da Snelis, informou aos presentes a proposta do programa. Conforme a servidora, a meta do PST é oferecer maior amplitude de modalidades esportivas a crianças e jovens do ensino médio e fundamental. “Cada núcleo conta com cem alunos, acompanhados de coordenador pedagógico, professor de educação física, estudante universitário e monitor”, afirmou.
 
Com relação às ações estruturantes, Claudia Bernardo citou como responsabilidade do Ministério do Esporte a transferência de recursos para pagamento dos profissionais, a entrega de material pedagógico e esportivo – por meio de licitação- e a capacitação dos recursos humanos. A ação de infraestrutura é responsabilidade da contrapartida.
 
“O parceiro oferece o espaço físico para desenvolver as atividades previstas no Plano de Trabalho do PST. As atividades podem ser realizadas em ginásio esportivo, quadras comunitárias e espaços nas escolas”, citou. Bernardo, ao completar que tanto a divulgação do programa nas comunidades quanto a identificação dos núcleos são obrigações do parceiro.
 

Carla Belizária
Foto: Francisco Medeiros
Foto/legenda: Deputado  Zequinha Marinho, João Luiz e secretário Ricardo Cappelli (direita)
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: