Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


08/07/2011 às 19h40 - Pelc Indígena Xavante inicia atividades na segunda-feira


O Programa Esporte e Lazer da Cidade (Pelc) do território indígena Xavante, em Campinápolis, no Mato Grosso, terá início na próxima segunda-feira (11.07). Lideranças comunitárias das aldeias indígenas da região, os oito agentes formadores do programa receberam a capacitação da Secretaria Nacional de Desenvolvimento de Esporte e Lazer (Snel), realizada na escola estadual da aldeia São Pedro ao longo desta semana.

Animados com a chegada do Pelc, os Xavantes também decidiram realizar a primeira edição dos Jogos Infantis Xavantes, que reunirão crianças entre 5 e 12 anos da aldeia Campinas. O Pelc tem o objetivo de promover o resgate das práticas corporais e dos esportes tradicionais como forma de fortalecimento da identidade cultural indígena. Em Campinápolis, atenderá a 4.500 índios durante 14 meses. Serão trabalhadas práticas como a corrida de tora, arco e flecha, a luta corporal wái, artes manuais culturais, atividades físicas e oficina de qualidade de vida para as mulheres.

De acordo com Samira Tsibodowapre, do Conselho Nacional de Mulheres Indígenas (Conami), parceiro do programa, a capacitação trouxe momentos de muita emoção para os participantes, principalmente os jovens, que chegaram a chorar ao final do curso. “Eles afirmaram nunca ter tido uma oportunidade como essa”, contou.

Além de Samira, que é a coordenadora-geral da parceria com o Ministério do Esporte, participaram do curso Carlos Tserenhaiõ, Elizeu Tsiromne, Timóteo Tsevedzutewedi, Israel Tsimori, Silvério Tserinho wa, Marcio Teihidzatsé, Rodolfo Tsereomo e Yakagi Kuikuro, das aldeias São Pedro, São Felipe, Campinas, Bom Jesus da Lapa, Santa Rosa e São Domingos Sávio.

Realizaram a capacitação a coordenadora Ana Elenara da Silva e a técnica Cristiane Gomes, educadores da equipe gestora do Pelc, e os formadores Silvio Ricardo da Silva, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e Carmem Lília da Cunha Faro, da Universidade Federal do Estado do Pará (UFPA).

Carla Belizária
Foto: Francisco Medeiros
Ascom – Ministério do Esporte