Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


01/04/2011 às 19h57 - Pelc oferece ginástica olímpica para crianças e jovens de Porto Alegre


Os saltos e alongamentos da ginástica olímpica fazem agora parte da rotina de 36 crianças e adolescentes da periferia de Porto Alegre (RS). Eles frequentam o núcleo Lomba do Pinheiro, organizado pelo Programa Esporte e Lazer da Cidade (Pelc), do Ministério do Esporte. É uma ação desenvolvida em parceria com o Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça.

Lomba do Pinheiro é um bairro da zona leste da capital gaúcha, que passou a integrar os seis Territórios da Paz na região, programa criado para reforçar a segurança em comunidades carentes desenvolvido pelo Ministério da Justiça. O Pelc, do Ministério do Esporte, assegura o acesso ao esporte e ao lazer a crianças de jovens que vivem em localidades com altos índices de violência, como o Lomba do Pinheiro.

Para a professora de Educação Física, Ana Paula dos Passos, 35 anos, oficineira do Pelc, as aulas de ginástica olímpica trazem alegria e brincadeira para a vida dessas crianças que enfrentam uma dura realidade nessa comunidade. “Em Lomba do Pinheiro, há um histórico de tráfico de drogas, violência e prostituição. As crianças e jovens crescem achando que esse é o cenário normal da vida”, explica Ana Paula.

De acordo com ela, daí vem a importância de iniciativas como o ensino da ginástica olímpica. Agentes mediadores circulam pela comunidade com o intuito de apresentar e trazer as crianças e jovens para o programa. “Vindo para cá, eles lançam outro olhar para a vida e se afastam da criminalidade. Além dos fundamentos da ginástica, eles assimilam outros tópicos como disciplina e alongamento, que servem de base para a prática de outros esportes, como vôlei e futebol”, acrescenta a oficineira.

Para a professora, a experiência do Pelc é positiva. “É muito gratificante passar noções de consciência corporal por meio da ginástica olímpica, o que também propicia a saúde. Ensinar aos alunos de localidades como Lomba do Pinheiro é uma grande diferença, pois eles nem sabiam que se trata de um esporte olímpico”, diz. Ela lembra que, em outros núcleos, é mais comum a prática de outras modalidades, como vôlei, capoeira e futebol. Em Porto alegre, há apenas dois agentes do Esporte e Lazer da Cidade que ensinam ginástica olímpica.

Mas as atividades do programa não se restringem aos beneficiados. Em um sábado de cada mês, um dos seis núcleos do Pelc organiza um evento para mostrar aos demais o conteúdo das atividades. O encontro, aberto a toda a comunidade, conta com a colaboração de agentes de todos os núcleos. O roteiro de atividades é extenso: inclui torneios de futebol e apresentações culturais, além de cama elástica e piscina de bolinhas. No próximo, será a vez de os alunos de Ana Paula mostrarem o que aprenderam, em uma mini-apresentação de ginástica olímpica.


Emília Andrade
Ascom – Ministério do Esporte