Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias


01/08/2009 às 10h20 - Ministério do Esporte e Comitê Intertribal acertam convênio para realização dos Jogos Indígenas - 2


O ministro do Esporte, Orlando Silva, reuniu-se com o diretor do Comitê Intertribal, Memória e Ciência Indígena, Marcos Terena, para debater procedimentos de concretização dos Jogos dos Povos Indígenas – 2009. No encontro, também participaram a secretária Nacional de Desenvolvimento do Esporte e do Lazer, Rejane Penna, e o indígena Carlos Terena. Ficou acertado a efetuação de um convênio de repasse de verbas no valor de R$ 1 milhão para realização da décima edição dos jogos. “Uma solenidade de assinatura será preparada em breve”, anunciou Silva, confirmando sua presença na cerimônia.

Marcos Terena ficou satisfeito com o resultado do encontro. Ele acredita que a consolidação dessa parceria muito tem a colaborar com a união dos povos indígenas por meio do esporte.

A previsão é que esta edição dos jogos reúna, em nome do esporte, 1.200 indígenas distribuídos em 33 etnias brasileiras. O público estimado é de 50 mil pessoas durante uma semana de atividades esportivas e culturais.

Os jogos também contarão com a participação de aborígenes canadenses e australianos. “A chegada de parentes de outros países visa a realização dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas em 2014, no Canadá”, informa Marcos Terena.

Os Jogos dos Povos Indígenas deste ano já têm data programada. Vai acontecer de 31 de outubro a 07 de novembro. O local, ainda não definido, porém a cidade de Paragominas, no Pará, é forte candidata a sede. O município, que já declarou interesse em receber a competição, é referencia tradicional indígena, por contar em seu território com duas etnias Tembé e Kaäpor.

Ainda na reunião da última quinta-feira (27), Rejane Penna disse que já está acertada uma vistoria na infra-estrutura da cidade. “Estaremos enviando nos próximos dias um técnico do Ministério do Esporte para conferir de perto as reais condições do local que possivelmente o evento informou.

Confiante no sucesso do evento, a secretária da SNDEL aposta que por meio de mais essa realização dos jogos seja, realmente, estruturada a marca da parceria entre o governo federal e os povos indígenas brasileiros. “Onde a diversidade cultural seja usada enquanto ferramenta de política pública”, completa.


Carla Belizária
Ascom – Ministério do Esporte