Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

12/06/2012 às 08h20 - Após semifinal em Roland Garros, Thiago Monteiro disputa torneio na Holanda  

Os tenistas brasileiros fizeram bonito no torneio juvenil de Roland Garros, realizado na última semana em Paris, na França. Os atletas Bia Haddad e Thiago Monteiro foram os destaques nacionais da competição: Bia chegou às finais por duplas, ao lado da parceira paraguaia Montserrat González, e ficou com o vice-campeonato do torneio, enquanto Thiago chegou às semifinais da disputa, ao lado do italiano Gianlugi Quinzi.

Os dois atletas integram o Programa Olímpico Rio 2016, projeto realizado por meio de convênio firmado entre o Ministério do Esporte e a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) que transformou o centro de formação de atletas do técnico Larri Passos, em Camboriú (SC), em um núcleo de preparação de tenistas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro.

Aos 18 anos, Thiago Monteiro disputa nesta semana na Holanda o seu primeiro ciclo de torneios na categoria profissional e conta um pouco de sua trajetória no esporte. Após a temporada naquele país, o atleta segue para a Alemanha, para uma série de torneios ao lado do coordenador do Rio Tênis 2016, Larri Passos.

ME - Como foi seu primeiro contato com o tênis?

Foi aos oito anos. Eu treinava futebol e meu irmão jogava tênis em uma academia ao lado e sempre depois do treino eu ia vê-lo jogar. Um dia não tive futebol e resolvi ir à academia com meu irmão tentar o tênis. Gostei, comecei a fazer aulas e estou jogando até hoje.

ME - Quando percebeu que tinha talento para participar de competições? Quem o incentivou?

Com apenas cinco meses de treinamento participei de meu primeiro torneio de tênis e ganhei. Era um torneio interno da academia onde eu treinava. Fui gostando cada vez mais do esporte e comecei a jogar os torneios brasileiros da minha categoria e sempre ia bem, ganhava alguns. Fui me animando e percebendo que tinha nível para ir mais longe. Minha família toda sempre me incentivou a viajar e a continuar no esporte. Esse apoio é muito importante e fico muito feliz de ter o apoio de todos e de saber que estão orgulhosos do que faço.

ME - Quais são seus objetivos como atleta?

Quero estar entre os cinco melhores tenistas do mundo e ganhar um torneio do Grand Slam, além de poder representar o Brasil em uma Copa Davis e nas Olimpíadas. Para alcançar tudo isso vou seguir trabalhando duro e dar o meu melhor dia após dia, mantendo o foco nos meus objetivos, como venho fazendo na academia do Larri Passos.

ME - Quem são seus ídolos no esporte?

Meu principal ídolo sempre será o Guga por tudo que ele fez e vem fazendo pelo tênis brasileiro, mas também admiro muito ver o Rafael Nadal jogando, por ser canhoto, assim como eu, e toda a determinação que ele demonstra em quadra.
 
ME - Quais as principais características que um jovem tenista deve ter e qual conselho vocês dariam para quem está começando?

Tem que ter muita disciplina e responsabilidade, e meu conselho é que se busque sempre estar feliz jogando, pois tênis é um esporte maravilhoso no qual é muito importante aproveitar cada momento ali na quadra.

Paula Braga
Foto: divulgação
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: