Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

24/01/2011 às 16h17 - Ministério do Esporte investe no esporte olímpico e paraolímpico  

O Ministério do Esporte, através da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento, destinou R$ 11,8 milhões para qualificar o esporte olímpico brasileiro. Os recursos serão repassados ao Comitê Olímpico Brasileiro (COB) por meio de quatro convênios aprovados pelo ministério, em dezembro, com recursos remanescentes do crédito suplementar aprovado em julho de 2010 pelo Congresso Nacional.

Um dos convênios no valor de R$ 5,3 milhões terá como objetivo investir na preparação de diversas equipes esportivas do país para conquistar o melhor desempenho nos Jogos Panamericanos de Guadalajara de 2011. Os recursos serão destinados ao treinamento das equipes, intercâmbio internacional e suporte de alimentação durante as ações.

O COB também receberá o valor de R$ 2,4 milhões para promover a troca de experiências de técnicos e gestores esportivos com profissionais da área e atletas de outros países. A idéia é buscar o aperfeiçoamento técnico de diversas modalidades esportivas.

A equipe técnica da vela receberá, através do COB, R$ 2,3 milhões para subsidiar a sua participação nas competições internacionais. A modalidade é a que mais conquistou medalhas nos Jogos Olímpicos. A primeira (ouro) foi para o velejador Marcos Soares, nas Olímpadas de 1980, em Moscou.

Outro convênio destinou R$ 1,7 milhão para a avaliação científica voltada para o planejamento e controle da preparação de atletas durante o processo de treinamento e competição. O objetivo é promover ações integradas de ciência, tecnologia e inovação.

O Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) também terá o apoio do Ministério do Esporte. A entidade conseguiu a aprovação no ministério de 13 projetos no valor de R$ 12,1 milhões. Deste total, cerca de R$ 7,4 milhões serão destinados a dez modalidades: natação, esgrima em cadeiras de rodas, atletismo, tiro esportivo, futebol de 5, hipismo, judô, goalball, halterofilismo e rugbi em cadeira de rodas. O restante (R$ 4,7 milhões) será investido na ampliação do quadro de recursos humanos do CPB (R$ 1,7 milhão) e na preparação dos atletas com potencial de medalha de ouro nos Jogos Paraolímpicos de Londres 2012 e para apoiar a equipe brasileira nos Jogos Parapanamericanos de Guadalajara 2011.


Ascom - Ministério do Esporte

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: