Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

24/11/2010 às 17h00 - IPC faz primeira reunião de acompanhamento com organizadores do Rio 2016  

“É uma grande satisfação constatar o quanto a cidade está se mobilizando para receber os Jogos Paraolímpicos Rio 2016. Esse encontro foi o primeiro passo de uma longa jornada de muito trabalho que temos pela frente.” Foi com esse entusiasmo que o presidente do Comitê Paraolímpico Internacional (IPC), Xavier Gonzalez, classificou a primeira reunião de acompanhamento do projeto para os Jogos. O encontro ocorreu nesta terça-feira (23), no Rio, e reuniu membros do IPC, do Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB), dos três níveis de governo e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016.

Nesta primeira reunião de acompanhamento do projeto, os organizadores dos Jogos no Rio asseguraram ao IPC que a preparação do evento está em dia.

No encontro, o IPC também conheceu a estrutura organizacional do Comitê Organizador, a visão do Rio para a integração dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos e o planejamento do Comitê Rio 2016 para a divulgação dos Jogos Paraolímpicos. Além disso, o grupo recebeu informações sobre os locais de competição, transporte dos atletas e acessibilidade na cidade.

O governo federal enviou diversos representantes, entre eles o secretário nacional de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, que coordena as ações federais para o Rio 2016, a secretária nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Izabel Maior, o superintendente regional da Infraero no Rio de Janeiro, Willer Larry Furtano, a assessora da Diretoria de Administração da empresa Nilce Maria Costa dos Santos e o presidente da Comissão de Acessibilidade do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro (Galeão), Marcos Carreiro do Valle.

Leyser expôs aos integrantes do IPC o processo de estruturação da Autoridade Pública Olímpica (APO), que vai congregar os três níveis de governos incumbidos dos preparativos para os Jogos, e da empresa Brasil 2016, estrutura do governo federal que vai dar suporte à organização. Ele também explicou as medidas que o Ministério tomou para incrementar o esporte olímpico e paraolímpico no país.

Izabel Maior atualizou os integrantes do IPC sobre os progressos da avançada legislação brasileira a respeito aos direitos das pessoas com deficiência e comentou as políticas públicas para essa população. Ela também explicou que, no âmbito do governo federal, o órgão que cuida do tema ganhou novo status neste ano de 2010, ao ser criada a Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, uma divisão da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A representante do governo federal e a representante da prefeitura do Rio, Isabel Gimenes, reafirmaram o compromisso constante do dossiê da candidatura brasileira de que 5% dos quartos de hotéis do país e as áreas comuns dos empreendimentos hoteleiros sejam adaptados a pessoas com deficiência. Esse compromisso está respaldado na Lei Geral do Turismo (11.771), de 2008.

Já a equipe da Infraero mostrou o plano de acessibilidade nos aeroportos do país em termos de adequação de escadarias, banheiros, help desks, ônibus, sinalização, telefones públicos e outros itens. O plano prevê também a capacitação, até 2014, de 14 mil pessoas da comunidade aeroportuária para atendimento de usuários com deficiência. Desse total, 7 mil já passaram pelo programa de capacitação. A equipe mostrou ainda o planejamento de obras e outras intervenções nos aeroportos internacionais de Guarulhos e Rio de Janeiro.

Ao término da reunião, o secretário Leyser ressaltou que as medidas de acessibilidade que o país, em particular o Rio de Janeiro, está tomando para a Copa de 2014 serão aproveitadas para os Jogos Paraolímpicos de 2016. “Há um esforço conjunto das autoridades e dos organizadores para dar soluções adequadas à população da cidade e ao público dos dois megaeventos”, declarou.

O presidente do CPB e membro do Comitê Executivo do IPC, Andrew Parsons, ressaltou a interação entre todas as partes envolvidas na organização dos Jogos. “Somos parceiros e estamos à disposição dos três níveis de governo em todas as etapas deste longo processo de preparação dos Jogos Paraolímpicos”, comentou Parsons, ao término da reunião, realizada na sede do Comitê Organizador.

“Nós temos um programa único, que é organizar os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos com a mesma qualidade e dedicação. Vamos trabalhar da mesma forma, sem descanso”, destacou o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman.

Os Jogos Paraolímpicos Rio 2016 serão realizados de 7 a 18 de setembro de 2016.


Sueli Scutti
Ministério do Esporte no Rio 2016
Foto: Bruno Carvalho/Ministério do Esporte

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: