Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

19/07/2010 às 14h40 - Sede do Rio 2016, Centro Nacional de Hipismo recebeu provas internacionais de Equitação  

No último final de semana (16 a 18/7), o Centro Nacional de Hipismo General Eloy Menezes, localizado no Complexo Esportivo de Deodoro, no Rio de Janeiro, uma das sedes dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, recebeu o Concurso Completo Internacional de Equitação – CCI 2010. O evento, que integra o calendário da Federação Equestre Internacional (FEI), reúne as modalidades de adestramento, cross-country e salto. As provas foram realizadas nos níveis uma e duas estrelas – com pontuação para o ranking internacional – e, em paralelo, também foram realizadas séries nacionais de três estrelas e de saltos de até 90 cm /1 metro.

Com cerca de 80 conjuntos participantes brasileiros participantes de nível internacional, o destaque da competição foi o conjunto da amazona Ana Paula Perracini com seu Billy Ben, que, sem faltas no cross country o nos saltos, venceu a prova de uma estrela com 64 pontos (52,80 no adestramento). Éder Gustavo Pagoto ficou com a segunda e terceira posições, em conjunto com Fast Play Chantebled e Ojo de Aguia, respectivamente com 65,10 e 66,80 pontos. Nas provas, também internacionais, de duas estrelas, Ricky Candy (82,40p.), Jair Gomes da Silva (95,90p.) e Fabrício Albuquerque (100,90p.) ficaram com o primeiro, segundo e terceiro lugares. Os concursos internacionais foram julgados por um representante da FEI, o argentino Tenente Coronel Ruben Castex.

Castex, presidente do júri de campo do CCI, reiterou a “adequação do Centro Nacional de Hipismo às exigências olímpicas e internacionais”, lembrando a realização dos Jogos Mundiais Militares de 2011 e dos Jogos Rio 2016 nas mesmas instalações do CCI. "A Federação Equestre Internacional indica determinadas características que são padrão para qualquer lugar do mundo e que são encontradas em Deodoro", afirmou. O Centro de Hipismo conta com uma pista principal de saltos com piso especial que amortece o impacto dos tendões do cavalo, pistas de aquecimento, picadeiro coberto para adestramento e uma pista de mais de 5 mil metros de extensão com obstáculos naturais para o cross country.

Além do Centro Nacional de Hipismo, o Complexo Esportivo de Deodoro, construído pelo governo federal para os Jogos Pan-americanos e Parapan-americanos Rio 2007, conta com estruturas modernas também para provas e treinamento de tiro esportivo, pentatlo moderno e hóquei sobre grama. O Complexo já recebeu, com este CCI, 80 eventos esportivos depois do fim do Rio 2007.

Chips agora são obrigatórios
O CCI 2010 adotou, por exigência internacional, a obrigatoriedade de que todos os cavalos participantes sejam “chipados”. A aplicação de chips tornou-se obrigatória, a partir deste ano de 2010, em qualquer concurso hípico da FEI ou da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH). A Tentente Luciana Almeida, veterinária associada do evento pelo Regimento Andrade Neves, explica que “o objetivo é que não haja troca entre animais muito parecidos, porque, em determinados casos, a resenha de cada animal pode não ser um diferenciador preciso". Os chips possuem um código único de barras, que fica registrado no passaporte do animal e na CBH. O código permite ainda maior controle de exames veterinários e vacinas.

Em provas hípicas, os cavalos são considerados, assim como seus cavaleiros, atletas de competição. “Nessa modalidade, tanto o cavaleiro quanto o cavalo tem de estar em perfeitas condições, para haver o desempenho pretendido”, observa a veterinária Luciana. O bem-estar dos animais é exigência do Código de Conduta da Federação Equestre Internacional, incluindo direitos como a aposentadoria.

Para uma atenção completa a cavalos-atletas, no Centro Nacional de Hipismo funciona também o novo e moderno Laboratório para Avaliação de Desempenho Equino, da Escola de Equitação do Exército (EsEqEx), em parceria com a UFRRJ, a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), a Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). O Laboratório dispõe de esteira, andador, aparelhos de avaliação cardiorrespiratória e equipamentos de bioquímica, para análise do desempenho de cavalos e da saúde dos animais, e já resultou em intercâmbio científico com a Universidade de Córdoba, da Espanha.


Priscila Novaes
Ministério do Esporte no Rio 2016

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: