Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

24/06/2010 às 10h35 - Circuito de judô em Deodoro promoveu encontro de diferentes gerações e escolas do Rio  

Uma das instalações dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, o Complexo Esportivo de Deodoro sediou, no sábado 19 de junho, o Troféu Rio de Janeiro - Circuito de Alto Rendimento e Máster de Judô, organizado pela Federação de Judô do Estado do Rio. O evento foi realizado no Centro de Treinamento construído no local para a modalidade pela Fundação Vale, em parceria com o Ministério do Esporte e o Ministério da Defesa, e inaugurado em dezembro de 2009. O campeonato foi o 78° evento realizado no Complexo de Deodoro após os Jogos Pan-americanos e Parapan-americanos Rio 2007.

Em seis áreas de competição, foram disputadas provas nas categorias sub-13, sub-15, sub-17, sub-20 e sênior, reunindo mais de 500 atletas. Participaram cerca de 50 escolas, instituições e associações de instrução de judô. O Instituto Reação, do medalhista olímpico brasileiro Flávio Canto, liderou a colocação geral do circuito com 18 medalhas de ouro, seguido da Universidade Castelo Branco, com 11 ouros, e do Clube de Regatas do Flamengo, com 8 ouros.

Nos dias 12 e 13, havia sido a vez dos circuitos Nova Geração e Infantil. A competição montada para os pequenos e jovens atletas contou com uma confraternização ao ritmo de festa junina, com direito a atividades de lazer e brinquedos. O Centro de Treinamento da Federação de Judô do Estado do Rio de Janeiro Dojô Geraldo Bernardes já sediou também, em 2010, os circuitos de alto rendimento / máster e da nova geração / infantil do Campeonato Carioca, no início de maio, e a 1ª etapa do Circuito de Kata e Waza, ainda em junho.

Erguido a partir de um antigo ginásio, que foi reformado e estruturado, o centro de treinamento de Deodoro é considerado o mais moderno do país. Possui dois mil metros quadrados de área total e arquibancada para 1.500 pessoas e tem capacidade para receber, simultaneamente, 30 duplas de atletas em seu espaço destinado à luta (dojô). O tatame tem um revestimento especial de 20 centímetros para amortecer a queda dos judocas durante as competições. Há ainda uma área para vestiário, enfermaria e salas de testes físicos.



Priscila Novaes
Ministério do Esporte no Rio 2016

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: