Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

07/12/2009 às 09h23 - No Uruguai ministro fala que Rio 2016 é instrumento de integração da América Latina  

"Realizar os Jogos Olímpicos na América do Sul é algo inédito, mas quero dizer que esta conquista não é apenas do Rio de Janeiro ou do Brasil. É uma vitória da América Latina", disse neste domingo o ministro do Esporte do Brasil, Orlando Silva, no encerramento da II Reunião de Ministros do Esporte do Mercosul, em Montevidéu, no Uruguai.

Ao final do encontro, a declaração dos países participantes (Brasil, Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai, Equador e Peru) deixa clara a intenção dos países membros de tornar as Olimpíadas de 2016 um fator de união e fortalecimento dos laços entre os países da América Latina. Diz o documento: "O impacto econômico e sociocultural que produzem os grandes eventos esportivos; as possibilidades que apresentam para a promoção de desenvolvimento do turismo e, fundamentalmente, a geração de condições excepcionais que oferecem para o impulso e fortalecimento dos processos de crescimento esportivo para os povos do nosso continente Americano constituem uma oportunidade única para os Governos e as Instituições do Esporte Sulamericano".

O ministro Orlando Silva, em entrevista coletiva à imprensa, deixou claro que essa circunstância será propicia para o fortalecimento dos acordos de cooperação e para a implementação de uma estratégia que permita a qualificação dos atletas de todos os países do continente.

Essa circunstância permitirá também que sejam orientados os recursos dos diferentes países para o planejamento conjunto de utilização das instalações desportivas. O objetivo é promover o intercâmbio de atletas e a cooperação científica tecnológica entre os países da América do Sul.

A declaração da II Reunião de Ministros de Esporte do Mercosul, confirma também o compromisso de promover os valores do jogo limpo e a luta contra o doping em todas as suas formas, implementando estratégias conjuntas de prevenção do consumo de substâncias proibidas nos esportes.


Marizete Mundim
Ascom – Ministério do Esporte

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: