Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

19/09/2009 às 16h00 - Lançamento dos Jogos Mundiais Militares de 2011 marca apoio à Rio 2016  

Os "Jogos da Paz", com sede no Rio de Janeiro, impulsionam a candidatura olímpica da cidade

Nesta sexta-feira (18), foram lançados oficialmente os 5º Jogos Mundiais Militares do Rio de Janeiro em 2011. Os Jogos estão sendo organizados pelos três níveis de governo – a Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, o governo do Estado e um comitê do governo federal formado por 16 ministérios – e pelas três forças militares, em alinhamento com o Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM, na sigla em francês), que reúne 131 países. A cidade receberá, para o evento, mais de seis mil atletas para competir em 38 modalidades de 20 esportes, como vôlei, natação, triatlo, pentatlo militar, hipismo e paraquedismo, nas instalações construídas para o Pan 2007, como o Engenhão, o Complexo Esportivo de Deodoro e o Maracanãzinho, e em estruturas militares de referência, como a Escola de Educação Física do Exército, no Rio.

Durante a solenidade de lançamento, realizada no Forte São João, na Urca, o presidente do CISM, o general italiano Gianni Gola, demonstrou publicamente seu apoio à candidatura Rio 2016: “Tenho a oportunidade de expressar o esforço que o Brasil está fazendo em favor do desenvolvimento do esporte como fator fundamental para fomentar a amizade e promover a paz. Espero que, em 2 de outubro, (durante Assembléia do COI) em Copenhague, os membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) tenham ideias claras para tomar uma decisão em favor do Rio. Creio que, para o Movimento Olímpico Internacional, esta é uma ocasião única para reconhecer o papel muito importante do continente sul-americano e do Brasil em particular, não apenas do ponto de vista esportivo, mas também do ponto de vista político e social. O Brasil tem tradição e experiência no esporte, estrutura, entusiasmo e espírito de amizade. Viva o Rio olímpico e a amizade através do esporte”, declarou.

O presidente do CISM frisou ainda o ganho de conhecimento para a cidade e o país com a realização do maior evento esportivo militar do mundo: “Temos quase dois anos de trabalho à frente e colocaremos a experiência do CISM à disposição da organização”, disse. O ministro do Esporte, Orlando Silva Jr., afirmou que “os Jogos Mundiais Militares no Rio de Janeiro serão inesquecíveis, principalmente porque os atletas poderão conhecer as tradições culturais do nosso país”. Para ele, “as operações, assim como as estruturas dos Jogos Mundiais Militares do Rio de Janeiro, terão padrão olímpico e isso irá marcar profundamente os atletas, os visitantes, os jornalistas e os técnicos que estarão na cidade do Rio de Janeiro”. Orlando Silva reiterou o comprometimento do país com o calendário de eventos que vêm sendo realizados no Rio e que culminariam nos Jogos Olímpicos de 2016, caso a cidade seja escolhida na disputa que envolve ainda, como candidatas, Chicago, Madri e Tóquio: “Os Jogos Mundiais Militares de 2011 serão mais uma oportunidade de mostrar o compromisso do Brasil com sua juventude, com o esporte e com a paz”, afirmou.

O Rio de Janeiro acaba de realizar com sucesso a Copa do Mundo de Pentatlo Moderno, que aconteceu dias 12 e 13 de setembro no Complexo Esportivo de Deodoro. Outros eventos que a cidade sediou, só em 2009, foram o Volvo Ocean Race, o Campeonato Mundial de Vela da Juventude, o Athina Onassis Horse Show, a Travessia dos Fortes, o Grand Slam de Judô e a Superliga de Vôlei. A cidade receberá, ainda neste ano, o Campeonato Mundial de Jogo de Damas, que será na Praia de Copacabana, em outubro e novembro, e o Mundial de Natação Paraolímpica, no Parque Aquático Maria Lenk, em novembro; e, em 2010, já estão programados o Sul-Americano de Hóquei sobre Grama, em abril, e a Copa das Américas de Tiro Esportivo, em novembro, entre outras.


Priscila Novaes
Ministério do Esporte no Rio 2016


  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: