Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

06/07/2009 às 18h48 - Ministro do Esporte faz campanha para Rio-2016 em Abuja, capital da Nigéria  

O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse hoje (06/07) em Abuja, na Nigeria, que a candidatura Rio-2016 pode iniciar um processo de escolha de países africanos para sediar Jogos Olímpicos. De acordo com o mapa das cidades que já sediaram olimpíadas, somente a África e a América do Sul não foram sedes dos jogos. “Temos uma ligação histórica e cultural muito forte com a África. Na Assembléia dos Comitês Olímpicos da África queremos mostrar que todos os continentes podem e devem receber os Jogos Olímpicos. A candidatura Rio 2016 pode abrir uma porta para países como os do continente africano”, disse o ministro.

Segundo o ministro, a delegação da candidatura Rio 2016 foi bem recebida na Nigéria. Ele integra o grupo formado por Pelé, pelo presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman; pelo secretário geral Rio 2016, Carlos Roberto Osório; e pelo medalhista olímpico Robson Caetano.

Hoje, o grupo participou de um evento realizado na embaixada brasileira que reuniu 50 crianças carentes, de cinco a 14 anos, da escola Edu Vision, localizada na periferia de Abuja. Pelé autografou 60 bolas doadas às crianças pelos programas Pintando a Liberdade e Pintando a Cidadania, do Ministério do Esporte.

Pelé conversou com as crianças sobre a importância da prática de esportes e de valores como o respeito e a amizade. “Estar com estes jovens é um privilégio. Apóio o projeto Rio 2016 porque sei que um evento como os Jogos Olímpicos pode inspirar e mudar a vida de milhares de crianças no Brasil, na América do Sul e em todo o mundo”, disse.

O menino Leonard Dabot, de 11 anos, emocionou o Rei do Futebol. Segundo os professores, ele passou a semana inteira escrevendo e ensaiando um discurso para Pelé. “Estou muito feliz com essa oportunidade. Agradeço o presente e prometo tomar muito cuidado com essa bola”, disse o jovem nigeriano.

Leonard e sua colega Sekina Abubukar, de dez anos, ganharam uma camisa 10 da seleção brasileira autografada por Pelé. “Quero ser advogada, mas também me aventuro nos esportes. É uma boa combinação”, brincou Sekina, já vestida com o presente do Rei.

Carlos Arthur Nuzman ressaltou a importância do apoio de Pelé e de Robson Caetano. “A felicidade das crianças de Abuja ao receberem a visita do Pelé mostra como o amor pelo esporte ultrapassa todas as fronteiras. Contar com o apoio do Rei do Futebol e de um atleta duas vezes medalhista em Jogos Olímpicos confirma a seriedade do projeto Rio 2016. Estamos confiantes de que faremos uma grande apresentação para os Comitês Olímpicos da África”, disse Nuzman.

Amanhã, a delegação brasileira em Abuja apresentará o projeto da candidatura Rio-2016 na 13ª. Assembléia Geral de Comitês Olímpicos Nacionais da África. Entre os 53 membros dos comitês africanos, 16 votam no Comitê Olímpico Internacional. Essa é a quarta vez que a Comissão Rio 2016 apresenta o projeto do Rio de Janeiro num comitê continental. Em 2008, a candidatura brasileira foi defendida nos encontros da Europa, da Ásia e das Américas. Além do Rio, Chicago (EUA), Tóquio (Japão) e Madri (Espanha) também apresentam seus projetos de candidatura aos comitês continentais.


Rio2016
Foto: Rio2016.org.br

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: