Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

04/07/2013 às 16h00 - Da base à seleção: Lucarelli fala sobre importância das equipes juvenis no vôlei  

A edição de 2013 da Liga Mundial de Vôlei é especial. Além de buscar o décimo título brasileiro, é o primeiro grande teste para a formação da equipe que irá representar o país durante os Jogos Olímpicos Rio 2016. Três anos e meio para a competição, jogadores como os ponteiros Lucarelli e Lipe são alguns dos novos nomes com grandes chances de vestir a camiseta da seleção brasileira no maior evento multiesportivo. Para garantir uma renovação com jogadores de ponta, o papel das seleções de base é fundamental neste processo.
 
Ricardo Lucarelli é um exemplo. Com 21 anos, o jogador é estreante na equipe principal e um dos destaques nesta edição da Liga Mundial. Fruto das equipes de base, o atleta foi um dos destaques da sua geração durante passagem pela seleção juvenil. Outros nomes como William, Maurício e Renan também são apostas no ciclo olímpico.

Os trabalhos nas seleções de base são constantes. Convênios do Ministério do Esporte com valores que chegam a R$ 24,8 milhões, apenas para este ano, garantem que a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) trabalhe com detecção de talentos, preparação de seleções e disputa de circuitos e campeonatos no exterior, na quadra e na areia. Dois dos cinco convênios foram feitos para a base do vôlei de quadra.

A preparação das seleções brasileiras infantil, infanto-juvenil e juvenil, femininas e masculinas, que também contam com equipes técnicas multidisciplinares para treinamentos e competições, recebeu o investimento de R$ 5,5 milhões do governo federal.
 
Em Brasília, na disputa pela quarta rodada da fase de classificação da Liga Mundial, no confronto contra a Bulgária, sexta e sábado, a seleção nacional busca uma vaga na fase final da competição. O site do Ministério do Esporte aproveitou a oportunidade e entrevistou o ponteiro Ricardo Lucarelli. O atleta falou sobre a sua trajetória no esporte, o trabalho desenvolvido nas seleções de base e a sua primeira experiência olímpica, quando vivenciou o espírito olímpico em Londres, contribuindo com a seleção nos bastidores.
 



ME - Qual avaliação você faz da sua passagem pelas seleções brasileiras de base?
 A minha primeira participação foi no Campeonato Sul-Americano, em 2008. Naquele período eu era o quarto ponteiro. Tinha muito o que aprender.  Existiam vários jogadores melhores do que eu na época. Fui evoluindo com o tempo. Fui treinando bastante e todos os jogadores daquela época também cresceram no esporte.
 
Foi muito importante a passagem pela seleção de base. Período em que eu cresci mais no vôlei. Joguei campeonatos com níveis diferentes e com atletas de outros países. Tempo em que aprendi muito.
 
ME - Como foi acompanhar a seleção nos bastidores durante os Jogos Olímpicos de Londres 2012?
 Ter participado dos bastidores durante os Jogos Olímpicos de Londres fez aumentar ainda mais a vontade de permanecer na seleção. Participar de uma olimpíada é o ápice na carreira do jogador. Foi marcante ter ido para Londres e me fortalecer todos os dias para querer treinar.
 
ME - Como foi estrear na equipe principal durante a Liga Mundial?
Foi uma experiência muito legal. Infelizmente perdemos um jogo contra a França. Era importante, mas o sentimento de jogar dentro de casa com o estádio cheio foi muito bom. A torcida passou uma vibração positiva. Acho que ajudou bastante jogar dentro de casa e penso que em Brasília eu possa ajudar bastante para sair com as duas vitórias.
 
ME - Qual recado a ser dado aos jovens que estão nas seleções de base?
Dedicação e esforço. Se você se dedicar, estudar bem e se concentrar no esporte você vai conseguir concretizar o sonho de se tornar um profissional. Porque na cidade é difícil, tem muitos atrativos.  Você vê os amigos saírem à noite e curtir festas e você está concentrado. Quando você é mais novo é mais difícil conciliar. Se você tiver um sonho é só continuar.
 
 
Breno Barros
Foto: Alexandre Arruda/CBV
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook 

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: