Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

01/07/2013 às 09h00 - Sesi-SC tem apoio do Ministério para desenvolver esportes menos conhecidos  

Dois projetos do Sesi de Santa Catarina aprovados pelo Ministério do Esporte vão destacar esportes olímpicos menos conhecidos – caso do badminton, rúgbi e hóquei sobre grama – na preparação para o Rio 2016 e também para os Jogos Olímpicos seguintes. Um deles tem como foco a estruturação de núcleos de treinamento em 23 municípios, com realização de cursos de aprimoramento técnico para professores de educação física, para alcançar mais de 50 mil crianças e jovens. Os investimentos passam de R$ 10,3 milhões.

O coordenador de Relações Institucionais da Federação das Indústrias de Santa Catarina/Sesi, Eloir Simm, informa que o primeiro projeto tem por objetivo dar mais qualidade à estrutura do Complexo Esportivo Bernardo Werner, em Blumenau, para atletismo, rúgbi e handebol, com modernização das instalações e compra de equipamentos, para atletas de médio e alto rendimento. O repasse do Ministério do Esporte é de R$ 5,2 milhões.

“No caso do handebol, os atletas já utilizam as instalações. A Confederação Brasileira de Handebol faz lá suas clínicas de várias categorias. Vamos reformar o piso de duas quadras. Para o atletismo, a pista já existe. Agora vamos comprar os equipamentos para todas as modalidades, tudo de última geração – de placar a cronômetros, pesos, discos...”, diz.

O coordenador explica que foi feita uma parceria com a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) e serão comprados equipamentos para a modalidade. “Estamos em fase de licitação e pensamos que tudo estará fechado para o segundo semestre”, diz Eloir Simm.

O rúgbi vai usar o local da mesma forma que o handebol, para treinamentos e clínicas, de acordo com o dirigente. “Santa Catarina tem várias equipes de rúgbi. Há dois anos, o esporte vem se popularizando por aqui, desde que canais fechados como a ESPN começaram a transmitir partidas. E houve uma indução do Ministério do Esporte nos apoiando para ajudar a popularizar esses esportes menos conhecidos. Aqui no Sul do Brasil, temos pessoas com biótipo adequado para esportes como o rúgbi.”

Esporte estruturado em 23 municípios
O segundo convênio, para o Projeto Atleta do Futuro, também conta com recursos em torno de R$ 5,2 milhões. É para estruturar 106 novos núcleos de base para treinamento de atletismo, badminton, basquete, hóquei sobre grama, rúgbi, tênis e vôlei. Como já existem 64 núcleos, o total será de 170, em 23 cidades, somando aproximadamente 51 mil crianças e jovens. Haverá compra de material e serão promovidos cursos de aprimoramento da capacitação profissional para 340 professores de educação física.

“A ideia é detectar talentos, nesses polos e em ambientes vizinhos, e nem sei se para 2016, mas para os Jogos Olímpicos que vêm em sequência. São parcerias do Sesi, do Ministério do Esporte e das 36 secretarias de desenvolvimento regional, que se articulam com outros municípios”, diz Eloir Simm. São sete modalidades – atletismo, badminton, basquete, hóquei sobre grama, rúgbi, tênis e vôlei – para crianças e jovens entre 6 e 17 anos. “O convênio, com duração de um ano, prevê a implantação desses núcleos na perspectiva de que os locais deem continuidade ao trabalho, criando perenidade, com participação de prefeituras e sensibilizando parcerias com empresas por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.”

Acompanhe aqui mais informações sobre os investimentos do Ministério do Esporte em clubes formadores de atletas:

Em um ano, investimentos do Ministério do Esporte em clubes aumentaram 420%

Ministério investe R$ 6,5 milhões no Pinheiros para apoiar mais de 700 atletas

Recursos do Ministério do Esporte contribuem com tradição do judô e do atletismo da Sogipa

Minas Tênis recebe apoio do governo federal para ciências do esporte

Convênios com o Ministério são “um sinal dos bons tempos”, diz presidente do Tijuca

Apoio do Ministério para o Grêmio Náutico motiva o esporte do Rio Grande do Sul

Recursos vão ajudar a revelar talentos de vôlei e evitar êxodo de atletas gaúchos

Denise Mirás
Foto: Divulgação/Sesi-SC
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: