Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

03/06/2013 às 08h50 - Liga Nacional de Basquete homenageia secretário do Ministério do Esporte  

Logo após o jogo que consagrou o Flamengo bicampeão do Novo Basquete Brasil (NBB), no último sábado (01.06), a Liga Nacional de Basquete (LNB) agradeceu ao secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, pelo apoio ao basquete. Em uma placa, entregue pelo atual presidente da Liga, Cássio Roque, e pelo antecessor, Kouros Monadjemi, a entidade assinala “O reconhecimento da Liga Nacional de Basquete pela sua inestimável contribuição ao desenvolvimento da modalidade no país e a consagração do título de Personalidade do Ano no Basquete-2013”. Foi a primeira vez que a entidade concedeu o título.

Cássio Roque explica que "Ricardo Leyser está sendo um dos maiores contribuidores para a Liga desde sua fundação. Ele entendeu a importância do nosso trabalho, e o seu apoio nos projetos em parceria com o Ministério do Esporte, como a Liga de Desenvolvimento de Basquete, vem sendo fundamental para a formação de novos talentos e, principalmente, para a estruturação dos clubes e dos campeonatos organizados pela entidade. É por isso que agradecemos por toda a colaboração com esta simples homenagem".

Neste ano de 2013 o Ministério do Esporte está investindo, por meio de convênios, mais de R$ 24 milhões no basquete, em projetos com a Liga e a Confederação Brasileira de Basketball (CBB). Com a LNB, a pasta financiou a realização de três edições da Liga de Desenvolvimento do Basquete (LDB), para atletas até 22 anos, inclusive a de 2013, que começa em 24 de junho. A Liga de Desenvolvimento começou com 16 equipes em 2011, foi para 20 times em 2012 e teve mais de 40 equipes interessadas em participar da próxima edição. Para este ano, entretanto, o número de equipes permanece em 20, mas nos próximos deve aumentar para 24.

Ao comentar que a homenagem ao dirigente do ministério é “merecida”, o melhor técnico do ano, Lula Ferreira, do Vivo/Franca, presente à final do NBB no Rio, citou o sucesso da Liga de Desenvolvimento. “Esse tipo de sensibilidade para apoiar categorias de base, que não têm muita visibilidade, é muito legal para o basquete. Elas precisam desse apoio. Para a juventude, é uma semente que está sendo plantada e incentiva as equipes a participarem”. Ele acrescenta que “A LDB despertou interesse de todo mundo, saiu do eixo Rio-São Paulo e praticamente todos os estados querem fazer parte. Deu uma ‘nacionalizada’ graças a um recurso que vai para uma prática saudável: os jovens no basquete”, concluiu o treinador, que no último fim de semana também participou de uma Clínica Técnica com os técnicos e assistentes das equipes que vão disputar a terceira edição da LDB. O curso também é custeado pelo Ministério do Esporte.

Outro projeto da Liga que tem financiamento do Ministério é a equipagem de 19 ginásios de 16 municípios onde ocorrem partidas do NBB e da LDB. A licitação para aquisição de pisos flutuantes, pares de tabelas e placares eletrônicos está em andamento. No total, o repasse à Liga em 2013 é de R$ 10 milhões.

Já para a confederação o Ministério aprovou sete projetos que somam R$ 14,8 milhões, entre eles a preparação das seleções sub-19 feminina e masculina, que disputam campeonatos mundiais no meio deste ano, e as duas seleções principais. Há ainda recursos para equipar dez ginásios espalhados por todas as regiões do país que recebem competições regionais e estaduais de equipes de base e treinamentos de seleções, principalmente as de base. Em 2011, o Ministério já havia custeado a preparação das duas seleções sub-19 que participaram dos mundiais masculino e feminino daquele ano. A feminina conquistou, no Chile, uma inédita medalha de bronze.

A homenagem a Ricardo Leyser ocorreu na HSBC Arena, no Rio de Janeiro, durante a cerimônia de premiação ao Flamengo, campeão, e ao Unitri/Universo, de Uberlândia, vice-campeão do NBB 2012/2013.

Ali também foram premiados os demais vencedores do ano:

- Seleção do campeonato:
Armador: Fúlvio (São José/Unimed)
Alas: Robert Day (Unitri/Universo) e Marquinhos (Flamengo)
Pivôs: Rafael Mineiro (Pinheiros/SKY) e Caio Torres (Flamengo)
- MVP (jogador mais valioso) da temporada: Marquinhos (Flamengo)
- MVP da Final: Caio Torres (Flamengo)
- Melhor técnico (Troféu Ary Vidal): Lula Ferreira (Vivo/Franca)
- Melhor defensor: Alex Garcia (Uniceub/BRB/Brasília)
- Destaque jovem (Sub-21): Ricardo Fischer (Paschoalotto/Bauru)
- Jogador que mais evoluiu: Gui Deodato (Paschoalotto/Bauru)
- Sexto homem: Léo Meindl (Vivo/Franca)
- Cestinha do campeonato: Desmond Holloway (Liga Sorocabana) – média de 20,3 por jogo
- Líder em rebotes: Bábby (Mogi das Cruzes/Helbor) – média de 8,7 por jogo
- Líder em assistências: Fúlvio (São José/Unimed) – média de 7,5 por jogo
- Árbitro destaque: Cristiano Maranho
- Melhor trio de arbitragem: Marco Benito, Fernando Serpa e José Carlos Pelissari
- Árbitro revelação: Maria Cláudia Moraes

Confira também outras ações do Ministério do Esporte para o basquete brasileiro

Basquete recebe maior investimento público na história da modalidade   

Convênios garantem preparação da base e evolução das seleções de basquete   


Sueli Scutti, do Rio de Janeiro
Foto: João Pires/LNB
Ascom - Ministério do Esporte

Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook 

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: