Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

29/10/2011 às 23h51 - VÍDEO: Em decisão polêmica dos juízes, bolsista perde para cubano e é prata no boxe do Pan  

Depois de uma luta acirrada contra o cubano Yasnier Toledo na noite deste sábado (29.10), na final do peso leve (até 60kg), o pugilista brasileiro Robson Conceição ficou com a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos Guadalajara 2011. O cubano venceu a luta por 16 a 11, resultado que foi questionado pelo boxeador brasileiro. “Eu achei que tinha vencido, pois lutei muito bem. O primeiro e o último round foram meus. No último, fui ainda mais para cima, marquei pontos claros, mas infelizmente os árbitros não viram e deram a luta para ele. Mas eu estou muito feliz e contente com o resultado”, disse o boxeador, que recebe o benefício do programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte.

Esse é o primeiro Pan da revelação do boxe brasileiro, que considera a prata uma grande conquista. “Por ter sido o meu primeiro Pan-Americano, achei excelente ter conseguido a medalha de prata. Se fosse ouro, seria melhor ainda.”

O resultado em Guadalajara se soma a outras duas vitórias do cubano sobre Robson. A primeira foi na Itália, em 2009, no Campeonato Mundial, e a segunda na casa do adversário, conquistada com a mesma polêmica dos pontos dos árbitros. “Espero que a minha grande revanche seja nas Olimpíadas de Londres 2012”, projetou o atleta.

O brasileiro começo bem o primeiro round, usando principalmente os contragolpes. Mesmo com o ótimo desempenho, os árbitros deram a vitória para o caribenho, por 5 a 3. No segundo assalto, o cubano conseguiu encaixar ótimos golpes e marcou 7 a 4.

No terceiro e último round, Robson desferiu um golpe de raspão que levou o cubano ao chão. Logo em seguida, o cubano tropeçou e caiu novamente no ringue. Os juízes apontaram empate de 4 a 4, mas a vitória já estava nas mãos de Toledo na soma total: 16 a 11.

“Usei a estratégia de contragolpear. Se eu fosse para cima, ele iria conseguir marcar mais golpes em mim. Esse é o verdadeiro jogo dos cubanos, esperar o adversário ir para cima. Usei exatamente a tática deles: esperei ele vir para contra-atacar”, contou o bolsista.

Motivação
Sobre a polêmica da decisão dos árbitros, Robson está confiante de que o resultado dos treinamentos mostrarão o verdadeiro campeão. “Isso um dia vai acabar. Estou treinando bastante, longe da família e me dedicando à coisa que eu mais amo. Essa é minha maior motivação para continuar lutando.”

Em Guadalajara, o bolsista do Ministério do Esporte venceu o dominicano Wellinton Romero por 18 a 11, o norte-americano Toka Kahn-Clary por 21 a 6 e o porto-riquenho Angel Suarez por 27 a 8.

Também neste sábado, o Brasil perdeu outra final para Cuba no boxe pan-americano. Yamaguchi Falcão foi superado por Julio Cesar la Cruz, no peso meio-pesado (até 81kg), por 22 a 12 e teve de se contentar com a medalha de prata.

Confira as notícias dos Jogos Pan-Americanos no site do Ministério do Esporte

Confira a entrevista em vídeo com o pugilista Robson Conceição



Breno Barros, de Guadalajara
Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: