Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

28/10/2011 às 22h12 - VÍDEO: Bolsista de 19 anos da Cidade de Deus ganha prata no judô do Pan  

A final do judô da categoria leve (-57kg), nos Jogos Pan-Americanos Guadalajara 2011, opôs a juventude brasileira, com Rafaela Silva, de apenas 19 anos, e a experiência cubana de Yurisleidys Lupetey, 31 anos. Prevaleceu a experiência, mas a brasileira garantiu a medalha de prata. “Treinei bastante para chegar aqui e levar o ouro para o Brasil. Infelizmente, não consegui a vitória. Senti a altitude (Guadalajara está a 1.500m do nível do mar), fiquei sufocada e muito cansada. Tudo isso fez com que eu não pensasse para encontrar uma maneira de derrubar a adversária”, lamentou a atleta, que recebe o benefício do programa Bolsa-Atleta, do Ministério do Esporte.

A luta desta sexta-feira (28.10) seguiu amarrada todo o tempo, sem as atletas conquistarem pontos. Até que Rafaela recebeu uma punição, e a cubana conseguiu administrar a pequena vantagem até o fim do duelo. Depois da luta, Yurisleidys anunciou que essa foi sua última participação em Jogos Pan-Americanos. “Ela levou o ouro com a experiência que tem”, resumiu a brasileira.

A bolsista é a atual revelação do judô brasileiro. Rafaela foi descoberta em um projeto na Cidade de Deus, no Rio de Janeiro, que utiliza o esporte como ferramenta de socialização. “Essa medalha é muito boa porque muita gente que mora em comunidade fala que não tem oportunidade de chegar a lugar algum e não sabe o que fazer. Acredito que sou exemplo, pois levantei a cabeça e procurei o esporte para mudar de vida”, disse a judoca.

“Quando comecei a treinar, meu professor falou que eu tinha talento e que chegaria à seleção brasileira. Como eu era criança, não levei muito a sério. Um dia, ele chamou meu pai e disse para eu continuar porque iria longe no esporte. Hoje estou aqui, sou vice-campeã mundial e agora medalhista de prata no Pan”, contou.

Rafaela já conquistou a medalha de ouro no Mundial Júnior (2008), na Copa do Mundo de Madri (2009) e no Grand Prix de Dusseldorf (Alemanha), em fevereiro. Além disso, a bolsista conseguiu em 2011 o resultado mais importante da carreira: o vice-campeonato mundial em Paris.

Dois ouros
Além da prata de Rafaela, o Brasil festejou nesta sexta-feira a conquista de duas medalhas de ouro. A data não poderia ser mais representativa: 28 de outubro é o Dia Mundial do Judô, instituído este ano pela Federação Internacional de Judô, em homenagem ao nascimento de Jigoro Kano, criador do esporte.

Leandro Cunha, mais conhecido pelo apelido "Coxinha", derrotou na final da categoria até 66kg o norte-americano Keneth Hashimoto. Já Bruno Medonça (até 73kg) subiu ao alto do pódio após superar o argentino Alejandro Clara com um ippon meteórico: apenas 20 segundos de luta.

Confira as notícias dos Jogos Pan-Americanos no site do Ministério do Esporte

Confira reportagem em vídeo com a judoca Rafaela Silva



Confira depoimento em vídeo do judoca Leandro Cunha



Confira depoimento em vídeo do judoca Bruno Mendonça



Breno Barros, de Guadalajara
Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: