Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

24/10/2011 às 23h44 - Brasil ganha duas pratas e dois bronzes no primeiro dia de provas de atletismo  

Ainda com setores em fase de acabamento das obras, o Estádio Telmex foi aberto pela primeira vez nesta segunda-feira (24.10) para receber as provas de atletismo dos Jogos Pan-Americanos Guadalajara 2011. O Brasil contava com o favoritismo da campeã mundial Fabiana Murer no salto com vara, mas encerrou o dia sem medalha de ouro. Foram quatro pódios: duas pratas e dois bronzes.

Fabiana acabou sendo superada pela cubana Yarisley Silva, que saltou 4,75m, novo recorde pan-americano. A brasileira parou nos 4,70m, também superior à marca de 4,60m que ela mesma havia obtido no Pan do Rio, em 2007, mas inferior aos 4,85m que lhe renderam o título mundial em Daegu (Coreia do Sul).

O destaque brasileiro foi a fundista Cruz Nonata da Silva (à esquerda na foto), de 37 anos, que ficou em segundo lugar na final dos 10.000m feminino. A mexicana Marisol Guadalupe conquistou o ouro, com o tempo de 34min07s24, e o bronze ficou com a colombiana Yolanda Beatriz Caballero, que fez 34min39s14. A brasileira terminou a prova no tempo de 34min22s44.

A piauiense Cruz Nonata começou no atletismo somente aos 30 anos de idade, depois de ter jogado futebol. "Essa prata vai entrar para a história. Aos 37 anos, não é fácil", festejou.

Pés descalços
Em seu primeiro Pan, o fundista Joilson Silva conquistou a medalha de bronze na prova de 5.000m, com o tempo de 14m16s11. O atleta comentou que a prova foi difícil e a medalha, a mais importante da carreira. “Comecei correndo descalço em Fortaleza e, depois de dez anos, vim aqui representar o Brasil. É uma grande honra para mim conquistar essa medalha.”

O segundo bronze foi para o brasileiro Ronald Julião, do lançamento de disco. O atleta fez 61,70m, perdendo a medalha de prata por 1cm para o norte-americano Jarred Daniel. O ouro ficou com o cubano Jorge Yadian Fernandez, que fez a marca de 65.58m.

A única bolsista do Ministério do Esporte que competiu nesta segunda-feira foi Josiane Soares, no arremesso de martelo. Com a missão de arremessar uma esfera de 4kg, a brasileira terminou a prova em nono lugar, com 61,47 metros. Cuba novamente se destacou: Yipsi Moreno bateu o recorde pan-americano, com a distância de 75,62m, e garantiu o ouro. O antigo recorde era da própria cubana: 75,20m. A prata ficou com a canadense Sultana Frizell, que marcou 70,11m, e o bronze, com a norte-americana Amber Campbell (69,93m).

Durante as provas de classificação dos 100m rasos, o Brasil emplacou três finalistas: Rosângela Santos e Ana Cláudia Lemos, no feminino, e Nilson André, no masculino.

Ouro na maratona feminina
Com o tempo de 2h36min37s, a brasileira Adriana da Silva quebrou no domingo (23.10) o recorde pan-americano na prova feminina da maratona, levando o ouro para o Brasil. O segundo lugar ficou com a mexicana Madai Perez, que chegou 1min26s depois de Adriana. O terceiro lugar ficou com a peruana Gladys Tejada. A entrega das medalhas foi realizada nesta segunda-feira, no Estádio Telmex.

Confira as notícias dos Jogos Pan-Americanos no site do Ministério do Esporte

Breno Barros, de Guadalajara
Foto: Jefferson Bernardes/Vipcomm/Divulgação
Ascom - Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: