Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

29/09/2011 às 12h27 - BOLSA-ATLETA RUMO AO PAN: handebol brasileiro busca ouro para garantir vaga em 2012  

O caminho mais fácil para as seleções brasileiras de handebol, masculina e feminina, garantirem vaga nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 é repetir, no México, o resultado dos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007, quando foram campeãs. “Conquistar o ouro no Pan é o caminho mais curto para chegar até Londres. Se não conseguirmos, os obstáculos serão maiores, já que teremos que disputar um torneio contra fortes equipes europeias”, explicou o técnico da seleção brasileira, Javier Garcia Cuesta.


Nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro, no México, a equipe masculina contará com 15 jogadores. Na equipe, oito atletas recebem patrocínio financeiro direto por meio do programa Bolsa-Atleta, do Ministério do Esporte: Maik Ferreira dos Santos, Fernando José Pacheco Filho, Fábio Rocha Chiuffa, Renato Tupan Ruy, Felipe Borges, Bruno Felipe Claudino de Santana, Henrique Selicani Teixeira e Vinícius Santos Teixeira.


Na primeira fase, o Brasil estreia na partida contra o Canadá. Dois dias depois, a equipe enfrenta a Venezuela e encerra a participação na fase classificatória contra o Chile. São duas chaves (A e B), e os dois primeiros colocados de cada uma se classificam para as semifinais.


O bolsista Renato Tupan reforçou as palavras do técnico, e aproveitou para falar sobre o maior rival do Brasil nos Jogos do Pan. “Hoje, a Argentina é o nosso maior adversário. Eles vão com seus melhores jogadores, que atuam juntos na Europa e têm um bom entrosamento. Mas estamos trabalhando duro para cumprir nossa meta de nos classificarmos para a Olimpíada, senão depois será complicado”, disse.


Já a seleção feminina é composta pelas goleiras Chana e Bárbara; as pontas-direita Alexandra e Jéssica; as pontas-esquerda Fernanda e Samira; as centrais Mayara e Ana Paula; as armadoras-direita Francine e Deonise; as armadoras-esquerda Duda Amorim, Sílvia Helena e Moniki; e as pivôs Dani Piedade e Fabiana Diniz, a Dara.


Investimento no Handebol
Além do patrocínio direto por meio do programa Bolsa-Atleta, o Ministério do Esporte firmou convênio de R$ 12 milhões com a Confederação Brasileira de Handebol (CBHb), no primeiro semestre de 2011, para construir o Centro Nacional de Desenvolvimento do Handebol, em São Bernardo do Campo, São Paulo.


O projeto é ambicioso: tornar o Brasil a referência no handebol na América Latina. A escolha da cidade não foi por acaso. São Bernardo do Campo é uma referência na prática da modalidade, com equipes de ponta e tradição no esporte. O centro de treinamento receberá a seleção principal e as categorias de base, além de inúmeros eventos, como acampamentos e clínicas de handebol.


Breno Barros
Foto: João Neto
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: