Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

25/08/2011 às 15h43 - BOLSA-ATLETA RUMO AO PAN: Canoagem intensifica treinamento  

A elite da canoagem brasileira vive contagem regressiva para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em outubro. Os 16 canoístas que representarão o País estão intensificando os treinamentos nesses 51 dias que faltam para a competição. O Brasil disputará 14 provas, oito na categoria sênior e seis na júnior.

Do total dos brasileiros classificados na canoagem, 15 pertencem ao programa Bolsa-Atleta, do Ministério do Esporte: João Carlos Rodrigues, Givago Bittencourt, Gilvan Bittencourt, Edson Silva, Erlon Souza, Ronilson Oliveira, Wladimir Moreno, Nivalter Santos, Ricardo Barreto, Naiane Pereira, Bruna Gama, Ana Paula Vergutz, Júlio César Silva, Cinara Camargo e Isaquias Queiroz.

Atualmente, a canoagem é praticada por cerca de 30 mil pessoas no país, sendo 1,7 mil atletas confederados, organizados em 16 estados e 104 associações. No Pan de 2007, os brasileiros conquistaram seis medalhas, ficando na quarta colocação no quadro de medalhas da modalidade. Agora em 2011, o esporte é uma das grandes promessas de pódio para o país.

Quando o bolsista Wladimir Moreno entrar no caiaque e começar a executar as primeiras remadas nas águas de Guadalajara, será seu segundo Pan-Americano. A primeira participação foi em 2007, no Rio de Janeiro, onde conquistou duas medalhas inéditas para o país: prata no C2 – 1.000 metros e bronze no C2 – 500 metros, junto com Vilson Nascimento.

Nesta edição, Wladimir vai disputar somente a prova C1 – 1.000 metros, concentrando todas as energias para conquistar uma vaga para os Jogos Olímpicos Londres 2012. “Estou treinando muito e confiante em conquistar o melhor resultado possível. Assim, foquei somente em uma categoria para conseguir a sonhada vaga olímpica, pois essa será a minha última chance de representar o Brasil em Londres 2012”, explica.

Não vai ser fácil, pois a maior competição esportiva das Américas reúne os melhores atletas do continente.  “Todas as minhas conquistas na canoagem foram conseguidas por meio da ajuda do Bolsa-Atleta. Ter uma garantia financeira mensal faz com que o atleta treine mais tranquilo, pensando só nos resultados”, diz. O bolsista acrescenta que, graças ao programa, muitos atletas conseguiram ótimos resultados na canoagem nos últimos anos.

Wladimir treina no Clube de Regatas do Flamengo, no Rio de Janeiro, que oferece a estrutura necessária para encarar novos desafios. “Participar de uma equipe como o Flamengo possibilita competir de igual para igual com os atletas estrangeiros”, acrescenta.

Centros de treinamento
Em dezembro de 2010, o Ministério do Esporte firmou convênio com a Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) para implementar e estruturar os Centros de Treinamentos de Canoagem Velocidade e os Centros de Desenvolvimento de Canoagem Slalom. O investimento do governo contemplou também a compra de equipamentos esportivos para atletas nacionais usarem em treinamentos e competições.

Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tornou-se, em 2011, o patrocinador da canoagem brasileira. O investimento de R$ 10 milhões por ano vai desenvolver ainda mais a modalidade.

Confira a série de reportagens sobre a preparação dos bolsistas rumo ao Pan de Guadalajara:


Ciclistas querem mostrar evolução em Guadalajara  

Casal de karatecas treina para disputar Jogos de Guadalajara 

Atletas do boliche buscam ouro inédito 

Seleção de esgrima projeta pódio em Guadalajara  

Vela nacional pretende manter tradição de vitórias  

Talento do tiro com arco é promessa de medalha  

Canoagem intensifica treinamento.

Bolsa-Atleta rumo ao Pan de Guadalajara – Pentatlo Moderno

Breno Barros
Foto: Ricardo Ramos/CBCa
Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: