Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

06/09/2012 às 15h18 - Brasil vence Argentina no futebol de 5 e vai em busca do tricampeonato paralímpico  

Nas cobranças de pênalti, a seleção brasileira de futebol de 5 venceu a Argentina nesta quinta-feira (06.09) e se classificou para a grande final dos Jogos Paralímpicos. Atual bicampeão, o Brasil irá enfrentar a França na disputa pela medalha de ouro.

O clássico sul-americano começou agitado. Logo aos 20 segundos, o argentino Peralta entrou na área brasileira e chutou forte para a defesa do goleiro Fábio. Aos 2 minutos, Ricardinho driblou três e bateu firme, mas em cima do guarda-metas argentino. Aos 3, Jefinho entrou com velocidade e chutou rente à trave. O Brasil continuou no ataque e, aos 5, em mais uma bela jogada brasileira, Ricardinho obrigou a uma grande intervenção o goleiro da Argentina. Aos 18, Marquinhos conduziu a bola por metade do campo e finalizou com perigo. O primeiro tempo terminou empatado.

Logo no início do segundo tempo, a Argentina quase abriu o placar com Peralta, que arrematou em cima do goleiro Fábio. Aos 6, o goleiro brasileiro segurou um chute à queima-roupa de Panizza. Aos 10, em jogada de escanteio, Ricardinho fintou toda a zaga e colocou a bola na rede pelo lado de fora. O jogo seguiu igual na etapa final e com poucas chances de gol. Com o empate, a decisão foi para os pênaltis.

A Argentina começou batendo e o goleiro Fábio defendeu o pênalti de Sacayan. Em seguida, o zagueiro Bill fez 1x0 para a seleção, com um chute forte no canto. Velo, da Argentina, e César, do Brasil, também erraram suas cobranças. Na última cobrança da série Argentina, o goleiro Fábio brilhou mais uma vez e garantiu a vitória verde e amarela.

“É sempre muito difícil jogar com a Argentina, mas é sempre bom ganhar”, disse o goleiro brasileiro, que joga há dez anos na seleção brasileira. Fábio explicou também sua estratégia para pegar as penalidades. “Não tem como a gente analisar a posição do pé do cego. Eles batem de modo diferente. O negócio é ficar parado no gol a pegar os mal batidos”, disse.

O autor do gol de pênalti do Brasil, o implacável zagueiro Severino Silva, conhecido como Bill, joga na seleção brasileira desde 2000 e esteve no grupo campeão paralímpico em Atenas 2004 e bicampeão em Pequim 2008. “É um orgulho colocar o Brasil em mais uma final, graças a Deus”, destacou, emocionado, ao final da partida.

Bill também analisou o adversário de hoje e o da final. “Sabíamos que o jogo seria difícil contra a Argentina. É sempre um jogo pesado, mas conseguimos levar nos pênaltis”, lembrou. Bill elogiou a França, adversária com a qual o Brasil empatou por 0 x 0 na fase classificatória e que será a oponente na final paralímpica. “Vai ser um jogo muito truncado. No primeiro jogo, nosso ataque não conseguiu dominar muito a bola, pois o campo estava muito molhado. Dessa vez espero que seja diferente”, comentou.

Confira o hotsite sobre os Jogos Paralímpicos Londres 2012

Rafael Brais, de Londres
Foto: Marcelo Saraiva

Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: