Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

05/09/2012 às 19h13 - Brasil conquista pódio triplo inédito nas Paralímpiadas de Londres  

As mulheres do Brasil fizeram história nesta quarta-feira (05.09) nos Jogos Paralímpicos de Londres 2012. Terezinha Guilhermina, Jerusa Santos e Jhulia Santos formaram, pelo primeira vez no paradeporto brasileiro, um pódio triplo em Paralimpíadas. As três atletas são beneficiadas pelo programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte.

Terezinha Guilhermina, que havia caído na prova de ontem, dos 400m, venceu os 100m com o tempo de 12s01, novo recorde mundial da prova. Logo após deixar a pista, a atleta classificou como especial a sua volta por cima. “Foi muito especial correr de novo depois do que aconteceu ontem. Pude mostrar para o mundo que podemos chorar um dia, mas que iremos sorrir no outro”, afirmou a corredora, que usou um penteado especial para homenagear as crianças no Brasil.

Terezinha explicou que esse ouro dos 100m teve um gosto especial, já que nas Paralimpíadas de Pequim 2008 ela tropeçou na largada. “E ainda veio com o recorde mundial. Vou voltar pro Brasil sorrindo”, disse.

A medalhista de prata Jerusa Santos destacou a emoção de estar  em um pódio triplo do Brasil, sonho que foi adiado na prova de domingo, dos 200m. Ela marcou 12s75 no final.“Dessa vez não deu para a chinesa, que vive na nossa cola. É muito emocionante saber que será a primeira vez que o Brasil subirá em todas as posições do pódio”, comentou.

A velocista Jhulia Santos, medalhista de bronze com 12s76, estava aliviada e emocionada com o resultado. Na prova dos 200m, no domingo, ela herdou o bronze da chinesa mas, por causa de um recurso do Comitê Chinês, voltou à quarta posição final. “Estava com medo e meio traumatizada com o que aconteceu e dessa vez deu tudo certo. Eu vim buscar a minha medalha”, afirmou. Jhulia lembrou as privações pelas quais passou, da difícil mudança do Pará para Manaus, e depois, para o Rio de Janeiro. “Ainda nem acredito”, afirmou, sobre o bronze.

Homens
Alan Fonteles, André Oliveira, Antônio Delfino e Yohansson Nascimento chegaram na segunda colocação no revezamento 4x100m, mas foram desclassificados por causa de irregularidades na transição dos atletas.

Confira o hotsite sobre os Jogos Paralímpicos Londres 2012

Rafael Brais, de Londres
Foto: Marcelo Saraiva

Ascom – Ministério do Esporte
Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: