Redes Sociais: Facebook   Google Plus   Extragram   Twitter   Flickr   Youtube

Notícias

 

01/09/2012 às 18h53 - Com bronze, Antônio Tenório adia despedida para Rio 2016  

O judoca brasileiro Antônio Tenório conquistou neste sábado (1º.09) a medalha de bronze nos Jogos Paralímpicos Londres 2012. Essa é quinta medalha do único tetracampeão Paralímpico do mundo. "Para mim valeu ouro", disse.

A luta pelo bronze foi contra o iraniano H. Alizadeh que perdeu a semifinal para o chinês GG Choi. Em um combate tenso e equilibrado, Tenório levou a melhor graças às punições dadas ao atleta do Irã. "Perdi no detalhe para o russo e fui buscar o bronze, que também é muito importante para nossa nação de 193 milhões de habitantes", destacou. Tenório ressaltou o nível dos adversários, cada vez mais técnicos e jovens. "Lutei contra garotos de 28 anos e entendo que alcancei meu objetivo."

O judoca, que tem 41 anos de idade e 33 de judô, faz parte dos atletas que recebem o Bolsa-Atleta. Ele foi ao lugar mais alto de pódio nos Jogos Paralímpicos Atlanta 1996, Sidney 2000, Atenas 2004 e Pequim 2008. Para ele, essas conquistas foram de grande importância para o esporte no Brasil. "Eu creio que essas quatro medalhas ajudaram a formar o judô paralímpico brasileiro. Estou certo de que essas medalhas em Londres, a minha e as das meninas, também serão importante para nos prepararmos para o Rio 2016", comentou.

Tenório perdeu a visão do olho esquerdo quando, aos 13 anos de idade, foi atingido por uma semente de mamona durante brincadeira com amigos. Com 19, uma infecção no olho direito o deixou totalmente sem visão. Após muita superação, treinamentos e vitórias, ele notou uma evolução do esporte, um investimento crescente e apoio dos torcedores. "Temos muito o que agradecer ao investidores, ao Comitê Paralímpico Brasileiro e ao presidente Lula, que promoveram uma revolução no esporte Paralímpico", lembrou.

O judoca apontou a necessidade de se manter os investimentos para que novos talentos sejam descobertos para o esporte. "Não quero que só o Tenório tenha patrocínio. É preciso que todos tenham apoio para que aconteça uma renovação e o judô paralímpico possa chegar ainda mais forte em 2016."

Dos dez atletas da delegação de judô nos Jogos, nove recebem o benefício do programa Bolsa-Atleta do Ministério do Esporte.

Judô nas Paralimpíadas
Os outros brasileiros que disputavam medalhas neste sábado perderam e ficaram fora do pódio. O Brasil fecha as competições da modalidade com quatro medalhas: a prata de Lúcia Teixeira, e os bronzes de Michele Ferreira, Daniele Bernardes e Antônio Tenório. Todos são contemplados pelo Bolsa-Atleta.

Confira o hotsite dos Jogos Paralímpicos Londres 2012

Rafael Brais, de Londres
Foto: divulgação/CPB
Ascom – Ministério do Esporte

Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

  Enviar Matéria Imprimir   Compartilhar: Facebook Twitter Orkut Link: